Bate e rebate em Porto Seguro entre motoristas de lotação, deputado e a Polícia Militar

A prisão na manhã desta terça-feira, 18/6, de um motorista de lotação, transporte alternativo não regulamentado usado em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, está dando o que falar.
Os motoristas reagiram à prisão do colega – criticada como truculenta e humilhante na versão da categoria – com um protesto imediato, bloqueando a entrada da cidade na BR 367 com pneus que foram incendiados, próximo ao terminal rodoviário, onde o fato também ocorreu. O protesto causou transtornos à população, principalmente a trabalhadores e estudantes.

Em Nota, a PM disse que empregou “força necessária para o cumprimento da lei”

Em seguida, o deputado estadual Jânio Natal (Podemos) postou nas redes sociais um video criticando duramente a ação da PM, que também se manifestou por meio de Nota de Esclarecimento, narrando os fatos da ocorrência.
VEJA O VIDEO DO DEPUTADO JÂNIO NATAL CRITICANDO A AÇÃO DA PM E A OMISSÃO DA PREFEITURA
AGORA LEIA A NOTA DA POLÍCIA MILITAR NA ÍNTEGRA REBATENDO AS CRÍTICAS
“Nesta terça feira, 18/06, por volta das 10h00, próximo a estação rodoviária de Porto Seguro, o condutor do veículo de placa JPW 2385, de nome ELCO RAMOS PEREIRA, após abordagem policial que constatou a prática de transporte irregular de passageiro, insatisfeito com as consequências legais que a situação exigia, acelerou o referido veículo atingindo uma viatura da Polícia Militar de maneira intencional, gerando severos danos materiais na viatura. Por conseguinte, policiais militares presentes no ato prendeu o infrator em flagrante pelos crimes de resistência e dano ao patrimônio público. Nessa ação foi utilizada a força necessária para o cumprimento da lei.
O Comando da Polícia Militar em Porto Seguro esclarece que prima pela legalidade da conduta dos seus subordinados e qualquer versão diferente desta se reproduzirá por inconformismo dos envolvidos na parte contrária ou por má versão de pessoas alheias as circunstâncias que envolveram o fato, as quais estão em busca de obter de forma “politiqueira” dividendos em prol de seus próprios interesses. Distante do bem comum, o respeito às leis e a ordem. Conduta aliás marca de todo bom cidadão e exigência àqueles os quais exercem função pública.
Por fim, reafirmamos o compromisso de bem servir a comunidade sempre na forma da lei e na proteção das garantias individuais.”
Assina a Nota a Assessoria de Comunicação do 8º Batalhão da Polícia Militar (Porto Seguro)