Salvador 2020: Lula chegou mas ACM Neto diz que petista não influencia

Tem cenário novo na sucessão municipal 2020 na capital baiana. Desde que saiu da cadeia, Lula vem articulando com o PT baiano. O governador Rui Costa e o senador Jaques Wagner gozam de muito prestígio junto ao ex-presidente.

Na quinta, 14/11, a Executiva Nacional do PT se reuniu em Salvador com a presença de Lula. A militância foi ao delírio.

Levi Vasconcelos

Segundo o jornalista Levi Vasconcelos em sua coluna Tempo Presente, no jornal A Tarde, desta sexta-feira, 15 de novembro, “Lula foi abraçado, beijado, acariciado. E retribuiu no tom. Revelou que queria Jaques Wagner candidato à presidência ano passado, mas este recusou. Falou que em 2022 poderá subir a rampa com Fernando Haddad ou Rui Costa”. O ex-presidente disse mais: “somos o único partido que tem um legado defensável e que dá orgulho”. 

Bahia petista

A Bahia é o maior estado do Brasil governado pelo PT, com um governador bem avaliado e onde Fernando Haddad, presente no ato, candidato do partido ano passado, obteve a sua mais expressiva vitória disputando a Presidência da República, lembra o jornalista político. 

Para Levi, a questão agora é saber se o PT vai conseguir o que nunca conseguiu na Bahia, governar a capital do estado. Os petistas estão animados. 

ACM Neto

O jornalista diz ainda que “na outra banda, ACM Neto, o principal adversário petista, prefeito também bem avaliado, diz que eleição municipal é uma coisa, as estaduais e federais são outra. E lembra: em 2012 e 2016 derrotou o PT com Lula e tudo”.