PM dá 48 horas para famílias desocuparem área do lixão em Arraial D’Ajuda

Reportagem da TV Santa Cruz mostrou protestos dos invasores. 

Nesta terça-feira, 26/11, antes de despejarem todos que estão no local, a Polícia Militar (PM) de Porto Seguro deu prazo de 48 horas às 150 famílias que ocupam a área do lixão de podas no distrito de Arraial D’Ajuda.

Na reportagem da TV Santa Cruz, exibida no jornal Bahia Meio-Dia, moradores da invasão foram entrevistados pela jornalista Taísa Moura. A maior preocupação deles é para onde ir. Muitos não têm condições de pagar aluguel.

Segundo a reportagem, a prefeitura disse que fará cadastramento das famílias para enquadramento nos programas sociais e identificação de quem não mora no município.

Ainda de acordo com a reportagem, o lixão de podas é usado para depositar os troncos e galhos cortados das árvores pela prefeitura. Moradores se queixam de que o material era queimado a céu aberto produzindo muita fumaça. 

O Procurador jurídico de Porto Seguro, o advogado Hélio Lima, disse que o município não vai abrir mão da área, segundo a TV.