Comandante da PM de Porto Seguro adverte taxistas

Elogiável a imediata iniciativa do comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar de Porto Seguro, tenente-coronel Anacleto França, de enviar ao presidente da Associação dos Taxistas, Ivanildo Ribeiro da Silva, áudio de advertência após a violenta ação de taxistas retirando a força duas passageiras de dentro de um carro do Uber, na estrada de Caraíva, na quarta-feira, 27/11, transferindo as passageiras para um táxi até o aeroporto da cidade.

“Taxista não é autoridade policial”

O comandante da PM local disse ao presidente da Associação dos Taxistas que a Polícia Militar tem feito todo o esforço em apoio à prefeitura para que a lei municipal referente ao transporte por aplicativo seja cumprida.

O militar adverte ao dirigente de classe que “qualquer ação fora da lei a PM vai agir com o mesmo rigor”. O comandante França deixa bem claro na advertência que “taxista não é autoridade policial, nem detém de poder público para fazer isso (retirar passageiros do Uber)”.   

Crime de constrangimento ilegal

O comandante ressalta que o episódio de Caraíva é “constrangimento ilegal e é um crime grave”. E disse que vai coibir severamente tal prática, com quem quer que seja, como a PM vem coibindo o transporte irregular de passageiros na cidade. 

A Associação dos Taxistas até o momento não se manifestou sobre o episódio em Caraíva. Parabéns ao comandante do 8º Batalhão, tenente-coronel Anacleto França pela postura e imediata iniciativa. 

CLIQUE NO LINK E LEIA SOBRE AÇÃO ILEGAL DOS TAXISTAS EM CARAÍVA https://bahia40graus.com.br/7737-2/