Mais de 135 mil pessoas podem ter Aids no Brasil sem saber

O Ministério da Saúde divulgou na sexta-feira (29/11) um novo boletim epidemiológico, mostrando o panorama da Aids no País. O evento marca o início de uma campanha que antecipa a passagem do dia mundial de luta contra a Aids que acontece no próximo domingo (1/12).  

Entre 2014 e 2018 foram evitados 2,5 mil mortes pela doença e nos últimos cinco anos, o número de mortes caiu de 12 mil casos em 2014, para 10,9 mil em 2018. Pelo boletim epidemiológico, cerca de 12 mil casos foram evitados no país, entre 2014 e 2018. Até outubro deste ano, 38 mil pessoas iniciaram o tratamento para HIV.

Em 2018, cerca de 900 mil pessoas estão acometidas pela doença. Entretanto, os dados do Ministério da Saúde estima que 766 mil foram diagnosticadas, 594 mil fazem o tratamento com antirretroviral e 554 mil não transmitem o vírus, pois mantêm a carga viral indetectável.