Menu
21 de Janeiro de 2018

Embasa cobra pressão do ar que passa no hidrômetro e conta fica 30% mais cara

Com as interrupções diárias no abastecimento de água em diversos bairros de Eunápolis, no sul da Bahia, além de ter a vazão nas torneiras reduzida quando a água chega, o consumidor está pagando até 30% a mais na conta da Embasa, porque o hidrômetro também registra a pressão do ar que chega nos canos.

Com isso, a Embasa vai conseguindo arrecadar um dinheirinho extra nas costas do consumidor sacrificado. Como não adianta reclamar, a estatal vai deitando e rolando na cidade, faturando pelo vento fornecido no lugar da água. Triste Bahia!  

 

 

Leia mais ...

Embasa agora manda água por por pouco tempo e baixa vazão em Eunápolis

Com as constantes faltas de água, baixa vazão nas torneiras e rodízio no abastecimento, a Embasa se tornou o calcanhar de Aquiles do governo Rui Costa (PT) em Eunápolis, mais até do que a segurança pública, pois as polícias Civil e Militar conseguiram dar um freio na criminalidade. 

Durante toda a semana a Embasa interrompeu, sem qualquer aviso, mais uma vez, o abastecimento de água em diversos bairros populares da cidade. E fora os transtornos, água também é questão de saúde pública. 

O chefe maior da Embasa é o governador Rui Costa, que escolhe o presidente da estatal baiana, que por sua vez escolhe os gerentes regionais. 

Pois a gerência da estatal em Eunápolis mantém a falta de respeito aos consumidores, especialmente a população dos bairros mais pobres. A inoperância da empresa estatal causa transtornos, prejuízos financeiros e desgaste político que poderiam ser evitados com uma gestão mais consequente, mais transparente e que resolvesse o problema de abastecimento de água na cidade. 

E chega de desculpas mentirosas para enganar os consumidores. Algo precisa ser feito que faça os responsáveis pela Embasa pagar o preço da incompetência e do descaso.  

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777