Menu
18 de Janeiro de 2018

Tem alguma reclamação da prefeitura de Eunápolis? procure a Ouvidoria

Está em pleno funcionamento a Ouvidoria Geral do Município de Eunápolis, criada com o propósito de permitir ao cidadão eunapolitano a participação direta e indireta na administração pública, facilitando o relacionamento entre as partes. Ao importante órgão compete o recebimento de reclamações, sugestões, elogios e denúncias quanto à atuação dos serviços da Prefeitura de Eunápolis.

Segundo o ouvidor-geral do município, Devanir Manzoli, em Eunápolis sãos duas formas de contato. “A mais utilizada é por meio do site da prefeitura, onde o cidadão encontra o link direto da Ouvidoria para fazer questionamentos, com prazo de retorno, que será encaminhado ao e-mail do denunciante. A outra forma é se dirigindo à sede da Ouvidoria no prédio do SAM no Centro da cidade, local estratégico para facilitar o acesso da população”, disse o ouvidor.

Ele explica ainda que o trabalho da Ouvidoria vai muito além de receber as denúncias. “Após a ocorrência chegar à ouvidoria, as reclamações são encaminhadas às secretarias responsáveis, e cabe à Ouvidoria apurar a possível solução dos problemas, retornando ao cidadão com a solução para o problema apresentado. A ordem do prefeito Baiôco é que todas as reclamações sejam apuradas e o cidadão seja ouvido com o respeito e atenção que lhe é devido”, explicou Devanir. 

O órgão funciona no Prédio do SAM – Serviço de Atendimento ao Munícipe, na Rua Floriano Peixoto, 265, sala 08, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Site para contato www.eunapolis.ba.gov.br.

Leia mais ...

Embasa diz que ‘falha eletromecânica’ causou falta de água em Eunápolis. Desculpa padrão

  • Publicado em Bahia

Depois que o Bahia40graus entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Embasa, em Salvador, buscando as causas da interrupção no fornecimento de água neste fim de semana, a estatal enviou à Redação do site uma Nota justificando que “uma falha eletromecânica em equipamento do sistema de abastecimento de Eunápolis” teria afetado o fornecimento de água na cidade.

É a mesma justificativa dada em outras cidades quando o abastecimento afeta muitos bairros: 'pane no sistema eletromecânico', como no caso de Vitória da Conquista, em novembro. A Embasa culpa a Coelba e o consumidor é quem paga a conta. 

A empresa estatal diz também na Nota que “o abastecimento está ocorrendo com vazão reduzida desde às 14 horas de domingo (14)”, o que não é a realidade da maioria dos bairros atingidos onde não cai uma gota dágua nas torneiras.

A Embasa diz ainda que “o serviço de manutenção emergencial já foi iniciado e tem previsão de conclusão no final da tarde desta segunda-feira, 15 de janeiro, quando o abastecimento começará a ser normalizado nas áreas afetadas: Pequi, Moisés Reis, Alecrim I e II, Minas Gerais, Residencial Parque da Renovação, Colonial e Itapoã”, coincidentemente os mais populares da cidade.

A Embasa recomenda ainda “que os moradores façam o uso racional da água no período”, invertendo o que acontece há anos no município, já que o racionamento é realizado de forma impositiva pela empresa toda semana. 

A interrupção do fornecimento de água em Eunápolis é constante e vem ocorrendo com maior frequência neste verão, principalmente nos fins de semana, pegando os moradores de surpresa. A Embasa não avisou nas redes sociais nem na imprensa local sobre a “falha eletromecânica”. Impressionante que a empresa não tem Plano B para situações de emergência. 

Leia mais ...

Embasa deixa maior bairro de Eunápolis sem água no fim de semana de novo

Quase todo o fim de semana é a mesma coisa. Bairros populares, como o Pequi, o maior de Eunápolis, enfrentam falta dágua constante. Neste fim de semana diversos bairros da cidade ficaram água. A empresa não avisou nem dá esclarecimentos.

Nem a Justiça consegue enquadrar a estatal responsável pelo abastecimento de água (e saneamento básico) na cidade. O Ministério Público já moveu inúmeras ações, a população já realizou protestos, mas a Embasa parece mesmo não ter responsabilidade social e continua prestando o pior serviço público dentre os serviços prestados pelo governo estadual. 

O serviço da Embasa é precário desde a qualidade da água duvidosa que cai na torneira até o fornecimento irregular, feito por meio de rodízio que favorece apenas aos bairros nobres e condomínios de luxo. E a gerência local não está nem aí para a queixa dos moradores. 

Parece até proposital para que a estatal seja privatizada, como já aconteceu com a Coelba, que fornece energia elétrica. O governador Rui Costa está ciente dos desmandos da Embasa em diversas cidades como acontece em Eunápolis. Falta tomar providências.

Leia mais ...

O que esperar da nova secretária de Saúde de Eunápolis?

O mínimo que se pode esperar da nova secretária de Saúde de Eunápolis, Anara Sartório, que assumiu o cargo nesta sexta-feira, 12 de janeiro, é mostrar o trabalho que sabe fazer, mas com autonomia e austeridade. Boa parte dos avanços na saúde num município como Eunápolis se conquista nas articulações políticas fora da cidade. O gabinete local administra os problemas, mas são as articulações em Salvador e Brasília que trazem verbas e equipamentos. 

A Saúde é um setor usado e abusado, na maioria das cidades do interior, por vereadores e demais lideranças políticas como cabide de empregos, tráfico de influência no atendimento, marcações de consultas, exames, internações hospitalares e distribuição de medicamentos. O fisiologismo escancarado no setor e as fraudes nas compras são as mazelas mais difíceis de se livrar. Mas Anara deve contar com apoio do prefeito em exercício Flávio Baiôco para enfrentar os desafios. 

O boicote da máfia de branco (os médicos), os interesses da saúde privada e o lobby dos fornecedores serão as maiores batalhas a vencer na defesa de uma saúde pública de qualidade que saia da teoria e seja posta em prática.

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777