Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Dezembro de 2017

Procuradoria Geral da República denuncia família Vieira Lima

  • Publicado em Bahia

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou ao STF (Superior Tribunal Federal) o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o irmão e deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), dona Marluce (mãe dos dois) e mais três pessoas pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Mas faltou denunciar por corrupção.

A procuradora pediu ainda medidas cautelares para o deputado Lúcio e dona Marluce. O ex-ministro Geddel já está preso na penitenciária da Papuda em Brasília.

O caso diz respeito aos R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal dentro de 9 malas num apartamento em Salvador que servia de esconderijo do dinheiro de origem duvidosa. Os advogados dos acusados ainda não se manifestaram.  

Mesmo Dodge não acusando os Vieira Lima de corrupção, a origem do dinheiro tem tudo pra ser:

1 - fraudes na Caixa quando Geddel era vice-presidente de Pessoa Jurídica;

2 - propina da Odebrecht;

3 – caixa 2 eleitoral;

4 - devolução de salários dos ex-assessores de Geddel e Lúcio;

5 - pagamentos feitos a Geddel pelo doleiro Lúcio Funaro;

6 - desvios relacionados ao esquema de corrupção da ‘quadrilha’ do PMDB na Câmara dos Deputados em Brasília, chefiada por Eduardo Cunha.

Além dos irmãos Vieira Lima e a mãe deles dona Marluce, a Procuradoria também acusa:

1 - o ex-assessor Job Ribeiro, que trabalhava com Lúcio Vieira Lima;

2 - o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz;

3 - o sócio da construtora Cosbat Luiz Fernando Costa Filho

 

Agora caberá ao ministro Edson Fachin, relator do caso no STF, decidir o destino dos acusados.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777