Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Outubro de 2018

Dono da empresa concessionária de transporte coletivo de Eunápolis declara apoio a candidatura da filha do prefeito

  • Publicado em Bahia

A fiscalização à GWG agora esqueça, empresa vai fazer o que quer com o usuário do serviço público.

 

O ex-vereador e atual sócio-administrador da GWG, Adelson do Alecrim, divulgou nos sites de Eunápolis que está apoiando a candidatura da filha do prefeito da cidade, candidata a deputada estadual. O curioso é que a empresa que Adelson comanda é concessionária de transporte coletivo no município, um serviço público que em tese deveria ser fiscalizado pela prefeitura e que é alvo de diversas reclamações dos passageiros. Uma mão lava a outra.

Leia mais ...

Acordo entre lotações, empresa de ônibus e taxistas deve acabar tensão no setor em Porto Seguro

  • Publicado em Bahia

Depois de intermediar diversas reuniões com representantes dos setores de transporte público em Porto Seguro, o advogado Miro Pautz, comemorou na semana passada o acordo que pode acabar de vez com o problema crônico que envolve lotações, empresa de ônibus (coletivos) e taxistas. Os detalhes do acordo ainda serão divulgados, mas todas as partes concordaram, finalmente, em aceitar uma solução amigável que vai ampliar e ofertar, agora legalmente, o transporte público na cidade, inclusive lotações. “Quem sai ganhando é a população”, comentou Miro.

Leia mais ...

Ministério Público notifica a GWG por infringir lei do passe livre a partir dos 60 anos em Eunápolis

Motivado por denúncia do vereador Arthur Dapé (DEM), o Ministério Público estadual (MP-BA) notificou a empresa GWG, concessionária do transporte coletivo em Eunápolis. A GWG não estaria cumprindo a lei municipal 545/2005 que garante gratuidade no transporte coletivo a partir dos 60 anos. A empresa é dirigida pelo ex-vereador Adelson do Alecrim (que disputou a prefeitura em 2016), ex-dirigente do Sindicato dos Motoristas. 

Leia mais ...

Empresa de transporte coletivo não cumpre lei em Eunápolis

O vereador Arthur Dapé (DEM) enviou ofício ao Ministério Público estadual solicitando ao órgão providências imediatas para que a empresa concessionária do transporte coletivo em Eunápolis cumpra a lei de gratuidade de idosos acima de 60 anos e deficientes físicos, que vem sendo desrespeitada na cidade.

 

Segundo o edil, que trouxe o assunto a pauta do grande expediente da sessão desta quinta-feira, 19 de abril, na Câmara Municipal, a Lei Orgânica do município no Artigo 108 garante aos maiores de 60 anos e aos deficientes físicos, mental ou sensorial, a gratuidade de transporte coletivo urbano. Arthur cita ainda a Lei Municipal de no 545/2005, Artigo 1º, onde está escrito que “fica assegurada aos maiores de 60 (sessenta) anos, a gratuidade dos transportes coletivos urbanos e semi-urbanos”.

 

Mais um caso gritante da falta de fiscalização por parte do setor de Serviços Públicos da prefeitura de Eunápolis que precisa ser resolvido pra ontem.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777