Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Outubro de 2018

Novo presidente da Veracel faz balanço das ações da empresa no extremo sul

Andreas Birmoser, novo presidente da Veracel Celulose, recebeu a imprensa do extremo sul da Bahia na Reserva Particular de Proteção Natural (RPPN) Estação Veracel, na BR 367, a cerca de 15 km do Centro de Porto Seguro, no dia 26 de setembro. O presidente apresentou números da empresa e um balanço das ações na região. Ele afirmou que segurança é um valor para a Veracel. Citou importantes metas alcançadas nos diferentes setores, sem ocorrência de acidentes de trabalho. Em sua primeira apresentação em coletiva à imprensa, Andreas Birmoser, citou a produção anual de mais de 1 milhão de toneladas de eucalipto e afirmou que, na região, os impostos pagos pela Veracel Celulose chegam a R$ 16 milhões.

Birmoser disse ainda que a empresa vem aprendendo a se relacionar com a comunidade, a exemplo dos diálogos com os grupos da agricultura familiar e da escolha em investir 25% do ICMS em projetos sociais; e que as conquistas têm sido conjuntas. Ressaltou a importância das parcerias público-privadas e das certificações: “a gente aprende com as melhores práticas em todas as atividades, como no manejo florestal ou no escoamento da celulose”.

Expansão - Quando questionado sobre o recuo no planejamento de expansão da empresa, o presidente citou fatores internos, como seca e invasões de terra, e externos, como a demanda mundial do produto, como pontos que frearam a expansão. E afirmou que a decisão sobre a ampliação da fábrica cabe aos acionistas da empresa. “Tivemos períodos conturbados que foram empecilhos à expansão, questões fundiárias, manter a fábrica estável, manejo da floresta e madeira em quantidade disponível equilibrada, manter tudo isso em equilíbrio foi o maior desafio. Estamos em fase de aprendizado e consolidação do aprendizado. Os acionistas vão se sentir mais confortáveis para pensar em expansão.”

Passarinhada - No início da visita, os profissionais da imprensa foram convidados a praticar a observação de aves, uma das atividades oferecidas pela RPPN. Na oportunidade, foram vistos e identificados mais de 20 espécies de aves, dentre elas, mais de uma espécie de beija-flor e a lavadeira-mascarada.

RPPN

A RPPN Estação Veracel, área de controle da empresa, tem 6.069 ha de mata atlântica primária (preservada), com 85% de sua extensão em Santa Cruz Cabrália e 15% em Porto Seguro. Aberta para visitação diária, a estação tem desenvolvido relevante papel educativo para a preservação de espécies de mamíferos, como a onça pintada, e de aves, como a harpia e passarinhos típicos da região.

 

Leia mais ...

Em Nota Veracel diz que não financia campanhas políticas, pra quem foi o recado?

  • Publicado em Bahia

Depois de aparecer num video de campanha de um candidato a deputado estadual de Eunápolis, dando toda a pinta de que a empresa estaria por trás da candidatura de um ex-dirigente, a Veracel Celulose emitiu Nota para dizer que não financia candidaturas. Óbvio, empresas são proibidas pela nova legislação eleitoral de financiar campanhas.

 

Lembrando - A Lava Jato mostrou que a Odebrecht tinha um departamento só de propinas e também de caixa 2 de campanha. Por sinal, a Odebrecht foi parceira da Veracel no começo do empreendimento, quando o agora candidato a deputado era dirigente da empresa de celulose. Apenas lembrando. Lógico que a Veracel prima por cumprir a lei.

Leia mais ...

Pedro Vailant usa Veracel no 1º vídeo de campanha e critica políticos de Eunápolis

  • Publicado em Bahia

 

O candidato a deputado estadual pelo Patriota, Pedro Vailant, postou nas redes sociais seu 1º vídeo de campanha, onde usa o fato de ter sido dirigente do projeto de instalação da fábrica da Veracel Celulose na década de 90. Ele também critica os políticos no vídeo, sem citar nomes, dando a entender que ele seria diferente.

Quem vê cara não vê coração - Vailant esquece que a história da chegada da Veracel a Eunápolis é marcada por diversas contradições, inclusive com participação da famosa Odebrecht no processo. Os crimes ambientais são escandalosos, o Ministério Público estadual que o diga. E criticar “políticos” querendo ser mais um é muito fácil. Propostas mesmo ainda não apareceram. Quem tem informações do que realmente aconteceu conta a história da chegada da Veracel a Eunápolis bem diferente. E mais: as sequelas cujo o ônus se paga até hoje também.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777