Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Outubro de 2018
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

ONU estima que 820 milhões de pessoas passam fome no mundo onde se joga fora 1,3 milhão de toneladas de comida

Cerca de 820 milhões de pessoas ainda passam fome no mundo, segundo o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres. Em mensagem divulgada na terça-feira, (16/10), no Dia Mundial da Alimentação, o secretário-geral pediu que a comunidade internacional se comprometa “com um mundo sem fome, um mundo em que todas as pessoas tenham acesso a uma dieta saudável e nutritiva.” De acordo com o secretário-geral, em cada grupo de nove pessoas, uma “não tem o suficiente para comer”.  A maioria é mulher.

Guterres acrescenta ainda que cerca de 155 milhões de crianças sofrem de subnutrição crônica e podem ter de lidar com os efeitos da deficiência de crescimento durante toda a vida. Em um mundo onde cerca 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas todos os anos, a fome causa quase metade das mortes infantis. Para ele, “isso é intolerável”.

 

 

Bairro Dinah Borges em Eunápolis continua com muitas ruas sem asfaltar. Parou por quê, por que parou?

Uma rápida passada no bairro Dinah Borges e a reportagem do Bahia40graus constatou nesta terça-feira, 16 de outubro, que muitas ruas continuam sem asfalto, mas que poderiam ser pavimentadas, uma vez que outras ruas bem próximas foram asfaltadas. São ruas que continuam no barro, basta chover forte pra virar lama e abrir muitos buracos. O bairro usado como propaganda dos feitos do governo municipal está abandonado. É só conversar com moradores ou passar lá.

VEJA AS FOTOSA imagem pode conter: céu, nuvem, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: céu, nuvem, árvore, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: céu, casa, nuvem, árvore e atividades ao ar livreA imagem pode conter: céu, árvore e atividades ao ar livreA imagem pode conter: céu, casa, árvore e atividades ao ar livre 

Incêndio no depósito de Secretaria da prefeitura de Eunápolis pode ter sido criminoso

O vizinho e proprietário do prédio disse ao Bahia40graus que há uma testemunha que teria visto alguém jogar algo no local minutos antes do incêndio começar. Uma câmera de monitoramento instalada numa empresa pode ter flagrado este momento. Ele também disse que na quinta-feira (11) um carro passou a noite estacionado na garagem do depósito e só saiu no dia seguinte. A secretária de Assistência Social disse que o local não era vigiado.  

Segue cercado de especulações o estranho incêndio que consumiu no fim de semana passado, na madrugada de sábado para domingo, 200 cestas básicas e documentos contábeis no local usado como depósito da Secretaria de Assistência Social de Eunápolis. O fato aconteceu uma semana após as eleições de outubro.

Local sendo demolido - Segundo Tito Fonseca, superintendente de Serviços públicos, a Polícia Civil já liberou o local após a perícia ser feita. A secretária de Assistência Social Margot Kunzendorff deu entrevista hoje à emissora do grupo político do prefeito e tratou o fato como uma fatalidade, advertindo que sua pasta já não dispõe de orçamento para reparar os prejuízos. A Polícia Civil confirmou que liberou o local após a perícia ter sido feita e que vai investigar a versão da existência da imagem captada por uma câmera de monitoramento.  

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

A imagem pode conter: sapatos e atividades ao ar livreA imagem pode conter: árvore, céu e atividades ao ar livreA imagem pode conter: sapatos e atividades ao ar livreA imagem pode conter: atividades ao ar livreA imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livreA imagem pode conter: sapatos e atividades ao ar livre

 

Construção da Estrada da Colônia em Eunápolis está em câmera lenta quase parando. Será mais uma obra eleitoreira?

Depois de um mega-comício no distrito com a presença do governador, ampla propaganda na mídia e muito ôba-ôba a construção da Estrada da Colônia está 95% parada há 9 dias pós-eleições. Nesta terça-feira, 16 de outubro, a reportagem do Bahia40graus percorreu todo o trecho do começo até o distrito rural e não viu uma só máquina da Mais Construtora na pista em todo o trajeto de 6,5 km.

Vimos muita poeira, trechos inacabados, mas nenhum remanejamento de postes de energia elétrica, nem acostamento, apenas alguma coisa de drenagem, como foi visto próximo ao canteiro da obra no bairro Colonial, na saída da cidade, com 6 homens trabalhando. Só isso. Muito pouco.

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40grausA imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, atividades ao ar livre e naturezaNo canteiro da Mais vimos máquinas paradas e quase nenhum movimento. É obra do governo estadual, com impacto no governo municipal. Será que faltou dinheiro? Será que vai parar por aí com pouco mais de 1 km de asfalto? Os protestos precisam voltar para o governo acordar?A imagem pode conter: céu, nuvem, árvore, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: céu, nuvem, árvore, atividades ao ar livre e naturezaA imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, nuvem, árvore, atividades ao ar livre e natureza

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777