Menu
18 de Fevereiro de 2018
REDAÇÃO

REDAÇÃO

Corrupção política e policial são obstáculos que Exército enfrenta no Rio, diz coronel

A intervenção militar no Rio de Janeiro “tem tudo pra dar errado”, é o que pensa o coronel Fernando Montenegro, da reserva do Exército, que comandou a ocupação do morro do Alemão, em 2010. Para ele, o general Braga Neto, designado interventor do Rio, tem pela frente como principais obstáculos a corrupção política e policial, o corporativismo e as sólidas bases criadas pelas facções criminosas no estado. 

Montenegro cita o exemplo da Polícia Militar que tem mais de 3 mil policiais efetivos cedidos à Assembleia Legislativa e atuando na estrutura burocrática da Secretaria de Segurança Pública, todos trabalhando longe das ruas. Ele lembra que o deputado estadual Paulo Melo (MDB), que está preso na Cadeia Pública de Benfica por corrupção, tem em seu gabinete 10 PMs como assessores.

“Há um total descaminho de policiais que podiam atuar nas ruas e se encontram em situação administrativa”, afirma o coronel Montenegro. “A Secretaria de Segurança Pública é outro excelente exemplo. Lá, 500 policiais militares exercem função burocrática na maior estrutura do gênero do país. Claro, todos preferem ficar longe das ruas, ganhando boas gratificações e a salvo”, ressalta o militar. 

CURRAIS ELEITORAIS

Ainda segundo o coronel, os chamados ‘donos de morro’ montam uma estrutura bastante sofisticada que se entranha pelas comunidades, determina a vida econômica local e serve de currais eleitorais para eleger políticos que defendem os interesses do crime organizado.

O CAMINHO DAS DROGAS

Montenegro aponta ainda os desafios geográficos enfrentados pelas Forças Armadas e pelas polícias federais que também devem dificultar o sucesso da missão do general Braga Neto. “Temos 17 mil quilômetros de fronteiras, muitos deles compartilhados com países produtores de drogas, como a Bolívia, a Colômbia, o Peru e a Venezuela”, lembra.

“Os Estados Unidos possuem apenas dois mil quilômetros de fronteira com o México e não consegue impedir o tráfico de pessoas e entorpecentes. Seria necessária uma ação integrada do Ministério das Relações Exteriores com os governos vizinhos nos planos estratégicos e operacionais.”

Vai a praia neste fim de semana? Veja quando a maré fica alta e baixa em Porto Seguro

Agora, todo fim de semana vamos informar aqui as condições das marés em Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, para ajudar você a programar o seu banho de mar. 

Neste sábado, 17 de fevereiro, amanheceu às 5:32 horas e o pôr do sol será às 18:08 hs. A maré está vazante pela manhã, atingindo maré-baixa às 11:14 hs. Depois do meio-dia ela começa a subir lentamente, chegando a maré-alta às 17:22 horas. A temperatura média da água do mar em Porto Seguro é de 27ºC neste fim de semana. 

No domingo (18), a maré pela manhã também será vazante, atingido a maré-baixa às 10:42 hs. Há várias praias na orla norte de Porto Seguro e na orla sul, em Arraial D’Ajuda e Trancoso, onde você pode tomar banho de mar tranquilo, mas tenha atenção com correntezas. É bom lembrar que não há salva-vidas nas praias.

Com intervenção militar Rio passa a ter 2 governadores

Com a intervenção militar decretada pelo presidente Michel Temer, a partir desta sexta-feira, 16 de fevereiro, o Rio de Janeiro passa a ter 2 governadores: o general do Exército Walter Braga Neto e o governador Pezão.Braga Neto vai comandar todas as forças da segurança pública no estado: polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e ainda os presídios. O governador Pezão, desmoralizado, vai ficar vendo a banda passar.

General Walter Souza Braga Netto: Soldado do exército passa por uma criança, durante operação na favela de Barbante no Rio de Janeiro – 30/11/2017

QUEM É O GENERAL

Natural de Belo Horizonte (MG), o general Braga Neto comandou o 1º Regimento de Carros de Combate e foi chefe do Estado-Maior da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada e do Comando Militar do Oeste. Além disso, também comandou a 1ª Região Militar (Região Marechal Hermes da Fonseca). Segundo informações publicadas no Portal do Ministério da Defesa, ele possui 23 condecorações nacionais e quatro estrangeiras.

Nota Premiada: veja quem e de onde são os 10 primeiros ganhadores

Os primeiros ganhadores da campanha Nota Premiada, promovida pelo governo estadual, vão receber R$ 100 mil cada um. Foram sorteados sete moradores de Salvador, um de Feira de Santana, um de Euclides da Cunha e um de Ibicaraí. 

Os bilhetes vencedores foram conhecidos com base no sorteio da Loteria Federal realizado nesta quinta-feira (15) e submetidos a auditoria padrão por técnicos da Auditoria Geral do Estado (AGE). Eles estão disponíveis no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br

De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), responsável pela Nota Premiada Bahia, são os seguintes os nomes dos ganhadores, divulgados no site junto com parte da numeração do CPF para facilitar a identificação:

1 - Eliude de Carvalho Rosa

2 - Rosimeire Carvalho Rocha

3 - Antonio Alves dos Santos

4 - Vilma Mesquita Paes

5 - Paulo Cesar Zaidan

6 - Joilson de Jesus Santos

7 - Marialda Souza dos Santos

8 - Emilia de Cerqueira Lima

9 - Sheila Marta Rocha

10 - Adriana Carvalho Cerqueira 

A Sefaz-Ba envia um e-mail para cada sorteado para dar a boa notícia. Os participantes, no entanto, podem acessar o site e entrar em sua conta criada para a campanha, informando número do CPF e senha. Caso seja um dos felizardos, o participante deve acessar, em sua conta, o menu “Meus prêmios” e clicar no botão “Solicitar resgate”. 

A próxima premiação está prevista para acontecer no dia 14 de março, sempre na segunda quarta-feira de cada mês, também com dez prêmios de R$ 100 mil. O primeiro prêmio especial, no valor de R$ 1 milhão, será sorteado no dia 20 de junho.

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777