Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Outubro de 2017

A novela da leitura facultativa da Bíblia nas escolas de Porto Seguro

A iniciativa inofensiva da Câmara de Vereadores, sancionada pela prefeita Cláudia Oliveira, em Porto Seguro, da leitura facultativa de versículos da Bíblia antes do início de cada turno escolar na rede municipal de ensino foi objeto de representação contrária do Ministério Público estadual, apesar de o segmento evangélico gostar da medida e os católicos também.

Esta semana, a desembargadora do Tribunal de Justiça que acatou o caso, Heloísa Pinto de Freitas Vieira Graddi,  já citou a prefeita e o presidente da Câmara, Evaí Fonseca para dar explicações. A minoria religiosa que não tem a Bíblia como livro sagrado nem reclamou, foi a oposição política que aproveitou o caso pra fazer barulho na cidade alegando o “estado laico” previsto na Constituição. 

NOVELA - Enquanto isso, as famílias de Porto Seguro e de todo o País assistem à novela das 9 na TV Globo que ensina a traficar drogas, esconder fuzis, enganar a polícia, enganar os pais, destruir casamentos e falsificar cheques, um atentado aos bons costumes considerado diversão no horário nobre, com classificação de 12 anos.

voltar ao topo
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777