Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Dezembro de 2017

Estudo mostra os sobrenomes que ganham menores salários no Brasil

Silva, Santos, Oliveira, Souza e Pereira são os sobrenomes mais comuns de 46,8 milhões de trabalhadores do setor privado, com idade entre 23 a 60 anos, no Brasil. Juntos, respondem por cerca de 45% dos sobrenomes que constavam, em 2013, na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), uma base de dados socioeconômicos do Ministério do Trabalho.

Variação da remuneração da remuneração por ancestralidade se comparada a de um profissional com sobrenome de ancestralidade branco ibérco

Comparados com outros sobrenomes, especialmente de origem estrangeira, as chances desses sobrenomes ganharem salários menores são grandes. Observada também a raça, verifica-se que pardos, negros e índios, refletindo a já conhecida desigualdade que persiste no país, também ganham menos, independente do sobrenome.

 

 

voltar ao topo
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777