Menu

SWF file not found. Please check the path.

26 de Março de 2017

Bomba: Prestações do Minha Casa Minha Vida sobem até 237,5% em julho para quem ganha menos

Os moradores do ‘Minha Casa, Minha Vida’ estão recebendo da presidente Dilma um presente de despedida nada agradável. A partir de 1º de julho, os beneficiários do programa habitacional com renda familiar de até R$ 1,8 mil pagarão prestações bem mais caras.

Nessa faixa, o valor mínimo mensal passará de R$ 25 para para R$ 80. Um salto de 220%. O valor máximo subirá de R$ 80 para R$ 270. Um salto ainda maior: 237,5%.

Datada de 30 de março, uma portaria ministerial aumenta o valor das prestações das parcelas. Os bancos já começaram a notificar as prefeituras.

 

Reprodução 

A bomba está armada para estourar no colo de Michel Temer (PMDB), eventual sucessor da presidente Dilma, após o provável impeachment. 

Leia mais ...

Placa em hospital causa revolta nos médicos e repúdio do Sindimed

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) vai entrar com uma ação civil pública contra a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) devido a uma placa de aviso utilizada no Hospital Geral Ernesto Simões que pede aos médicos e enfermeiros tratem os pacientes como se fossem seus familiares. "A diretoria deste hospital recomenda aos médicos, enfermeiros e funcionários que atendam às pessoas como gostariam que seus familiares fossem atendidos", pede a placa. 

Em nota, o Sindimed repudiou a placa, afirmando que ela "ofende a imagem dos médicos e demais profissionais de saúde no Hospital Geral Ernesto Simões Filho".

 

Para o presidente do sindicato Francisco Magalhães, com a placa o governo quis transferir a responsabilidade para os servidores. "Ela passa a sensação que aqueles trabalhadores não estão cumprindo com os seus deveres, o que não é verdade", e ele completa "o Estado tem formas de afastar quem presta um mau serviço". 

Ainda na nota o sindicato afirma que "trata-se de uma medida temerária e diversionista que fomenta a animosidade contra os trabalhadores e tenta tirar o foco dos reais problemas do sistema de saúde". 

Após nota de repúdio publicada pelos médicos e enfermeiros da unidade de saúde e pelo próprio Sindimed, a placa foi retirada. A Sesab, através de sua assessoria, informou que não vai comentar o assunto.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777