Menu
Banner Prefeitura TOPO
19 de Julho de 2018

Esposa de ministro do STF teria aberto empresa em paraíso fiscal com nome de solteira

O caso está sendo abafado na grande imprensa e chegou à internet no finzinho do ano passado por meio do blog Vetor, que publicou supostos documentos com a informação.

O blog Vetor (vetorm.com), que publica na internet documentos de interesse público, postou, no dia 31 de dezembro, supostos documentos onde Tereza Cristina Van Brussel Barroso, esposa e sócia do ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, aparece como titular da Offshore TELUBE FLORIDA, LLC, registrada no dia 9 de junho de 2014, nos Estados Unidos (Flórida) com o nome de solteira Tereza Cristina Van Brussel, na Ilha de Key Biscayne. Na época, Barrosos já havia assumido a cadeira de ministro do STF.

Segundo o blog,  o endereço da sede é um imóvel da própria Offshore, porém no registro a esposa de Barroso apresenta como seu endereço particular o de um conhecido operador de Offshore’s de brasileiros a “Barbosa Legal”, na 407 Lincolln Road PH-NE, Miami Beach, também na Flórida. Ainda segundo o Vetor, “Barbosa Legal” teria problemas com a justiça brasileira.


O blog ainda cita que a esposa do ministro seria sócia dele em outros negócios e que um contrato da empresa do pai de Barroso coma Eletronorte teria sido renovado no dia 29 de dezembro pelo governo Dilma. O primeiro problema que se apresenta, caso sejam verídicas as informações, é a questão da declaração do imposto de renda. Caso esteja tudo dentro da legalidade, a Suprema Corte do país passa ter um problema apenas de ordem moral, o que parece ser regra em praticamente todas as instituições do Brasil.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O BLOG VETOR

Leia mais ...

Boca Juniors é eliminado da Libertadores: pimenta nos olhos dos outros custou caro

A torcida apaixonada do time argentino Boca Juniors causou um enorme prejuízo ao time, que foi eliminado da Libertadores este ano por decisão da Confederação Sulamericana de Futebol (Conmebol), divulgada na noite de sábado (16).

Na quinta-feira (14), o jogo entre Boca e River Plate foi interrompido antes do início do 2º tempo devido a um incidente lamentável. Um torcedor do Boca jogou spray de pimenta em pelo menos quatro jogadores do River, que não tiveram condições de voltar a campo.

Com a decisão, o River Plate avança na competição, e enfrenta o Cruzeiro pelas quartas de final, na próxima quinta-feira (21), em Buenos Aires. A Conmebol decidiu ainda punir o Boca com as próximas 4 partidas em competições sul-americanas na Bombonera com portões fechados e multar o time argentino em 200 mil dólares.

 

Torcedores do Boca também sofrerão restrições em partidas do time fora de casa. Intolerância gera violência, ainda bem que a panelinha da Conmebol teve coragem de eliminar o Boca, mas a punição ainda foi branda quanto ao número de partidas com portões fechados. Podia ser maior.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777