Menu
Banner Prefeitura TOPO
22 de Setembro de 2018

Candidatura de Larissa desce a ladeira e perde apoio de 3 vereadores em Teixeira de Freitas

Candidata a deputada estadual pelo PSD no chapão da base aliada do governador Rui Costa (PT), Larissa Santos Oliveira, filha do prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira (PSD) e da prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), perdeu o apoio de 3 importantes lideranças políticas na cidade de Teixeira de Freitas (TN), extremo sul da Bahia, segundo o site de maior audiência da cidade, o Teixeira News.  

Bernardo Cabral fora - Diz o TN que, 45 dias depois de declarar apoio a Larissa, o 1º vice-presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, José Bernardo Gomes Cabral (PSD), o mais votado vereador do município nas últimas eleições, retirou o apoio à candidata.

Mais 2 fora - Ainda segundo o TN, também desistiram de caminhar com a candidata dos “Fraternos” os vereadores Juvenal das Laranjas e Adriano Souza, ambos do Podemos e lideranças reconhecidas em Teixeira.

Fraternos - Robério e Cláudia, pais de Larissa, mais o tio Agnelo Júnior (prefeito de Cabrália e irmão de Cláudia), foram afastados dos cargos em novembro de 2017 pela Operação Fraternos deflagrada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e CGU, para investigar supostos desvios de R$ 200 milhões nas 3 prefeituras em diversos contratos.

Os 3 ficaram 150 dias afastados até retornarem em abril deste ano, após liminar do TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª região), em Brasília, suspendendo o afastamento até o julgamento do mérito. A Polícia Federal ainda está concluindo o inquérito da Fraternos.  

Leia mais ...

Secretário de Saúde de Eunápolis tá nadando de braçada na campanha da filha do prefeito e de Carletto

Correm rumores nos bastidores da campanha eleitoral 2018 que o secretário de Saúde de Eunápolis, Rodrigo Kuada, indicado pelo deputado federal Ronaldo Carletto, estaria usando toda a estrutura da sua Secretaria para fazer campanha da filha do prefeito Robério, candidata a deputada estadual e também para o seu deputado e padrinho político, cujo um assessor de confiança foi detido em recente operação da Polícia Federal. Até o perfil do secretário no whatsapp tem a foto das 2 candidaturas.

 

Como não há fiscalização das finanças da Saúde por parte dos vereadores (que parecem trocar a omissão por favores) nem do Conselho Municipal (sabe-se lá por que), o secretário estaria nadando de braçada. Difícil provar a veracidades dos rumores, mas pela movimentação dos servidores da Saúde tudo indica que o uso da máquina é intenso, inclusive no hospital Regional. Enquanto isso, a população sofre nas filas dos serviços do SUS, filas que são furadas por pacientes indicados de padrinhos políticos ligados ao governo municipal. As pessoas prejudicadas temem retaliação e por isso não denunciam os desmandos.

 

Maquiagem - Além disso, o Fundo Municipal de Saúde tem como gestor o diretor de uma emissora de rádio que pertence de fato à família do prefeito. Ou seja, o dinheiro da Saúde pode estar sendo usado durante a campanha eleitoral fora das prioridades da área, sem passar por nenhuma fiscalização séria (até a Sesab quando fiscaliza os serviços da Saúde em Eunápolis usa o viés político por ser atrelada ao governador aliado do prefeito). E a prestação de contas da Saúde municipal ainda pode ter a orientação de um conhecido e graduado “técnico” especializado em maquiar contas públicas.

 

Resumindo, a Operação Fraternos, que afastou o prefeito Robério em novembro do ano passado por 5 meses por suspeita de corrupção e organização criminosa, parece que não surtiu nenhum efeito no modo de administrar a prefeitura de Eunápolis. Tudo parece como dantes no quartel de Abrantes.

Leia mais ...

Secretários de Governo, Saúde e Educação pedem exoneração em Eunápolis

A recondução do prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira (PSD), ao cargo, do qual estava afastado há 5 meses, por decisão do TRF1, nesta quarta-feira, 4 de abril, altera o cenário político da cidade. Por decisão própria, o secretário de Governo Rafael Oliveira, a secretária de Saúde Anara Sartório e a de Educação Adail Brito, colocaram os cargos à disposição, no mesmo dia, com objetivo de facilitar a remontagem do governo por parte de Robério, segundo Rafael. Os nomes interinos que responderão pelas pastas ainda não foram definidos. Dos nomeados no 1º escalão pelo então prefeito Flávio Baiôco após a Operação Fraternos apenas permanece Valdiran Marques (Finanças).    

Leia mais ...

Operação Fraternos sofre 1º revés na Justiça que devolve cargos aos prefeitos de Eunápolis, Porto Seguro e Cabrália

  • Publicado em Poder

 A decisão liminar que afastava dos cargos os prefeitos Robério (Eunápolis), Cláudia Oliveira (Porto Seguro) e Agnelo Júnior (Santa Cruz Cabrália), todos do PSD, foi derrubada pela 2ª turma do mesmo tribunal que expediu a liminar, o TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), em Brasília, na tarde desta quarta-feira, 4 de abril, devolvendo a titularidade dos cargos aos três.

 

A decisão é o 1º revés na Justiça sofrida pela Operação Fraternos, que foi deflagrada no dia 7 de novembro, pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e CGU (Controladoria Geral da União), mobilizando 250 agentes federais, dezenas de procuradores da República e servidores da CGU, segundo divulgado pela PF, que ainda não concluiu o inquérito onde apura as suspeitas de formação de organização criminosa, fraudes em licitações e desvios de dinheiro nas 3 prefeituras do extremo sul baiano.

 

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777