Menu
Banner Prefeitura TOPO
22 de Julho de 2017
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

Roubo de veículos cai quase 60% em Eunápolis

Dados da 23ª Coorpin (Coordenação da Polícia Civil no Interior) mostram que caiu em quase 60% (59,5%) o número de veículos roubados na cidade de Eunápolis, no extremo sul baiano, comparando-se as ocorrências de janeiro a junho de 2016 e 2017. Em 2016 foram 126 veículos roubados na cidade no periodo, este ano foram 51.   

Cabrália: Ligação Campinho-Geraldão-Tânia terá 21 mil m² de asfalto

O prefeito Agnelo Santos esteve, na manhã desta terça-feira, 18 de julho, acompanhado do secretário de Infraestrutura Geraldo Gordilho, visitando o trecho que será asfaltado com recursos próprios da Prefeitura de Santa Cruz Cabrália, ligando os bairros Campinho-Geraldão e Tânia. A ligação tem 21.000 metros quadrados e a ordem de serviço será assinada no próximo domingo, 23 de julho, dia do aniversário de emancipação política da cidade, em ato no bairro Geraldão, às 10:30 horas     

A verdade sobre o desaparecimento da adolescente de Coroa Vermelha

O caso do ‘desaparecimento’ da estudante de 16 anos moradora da aldeia indígena de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, lança no ar um alerta aos pais e toda a sociedade: jovens adolescentes podem se tornar presa fácil de adultos mal intencionados. O exame de corpo de delito da adolescente deu negativo. Mas toda a sociedade deve ficar em alerta. O caso foi solucionado graças a uma denúncia anônima e ao empenho da família da jovem e das autoridades policiais. Um morador da cidade, de 41 anos, estava mantendo a estudante em sua casa, por mais de 24 horas, após promover um “churrasco” no dia anterior, que também teve a participação de mais duas adolescentes. Segundo informações obtidas pelo Bahia40graus, a Polícia manteve o suspeito detido após desvendar o caso. É importante observar que a lei brasileira é cheia de brechas, facilitando a impunidade em casos semelhantes.

 

 

Na fila da agência da Caixa de Eunápolis quem chega primeiro pode ser atendido depois. Absurdo!

Banco seleciona clientes para atendimento no lugar de atender por ordem de chegada. Quem fiscaliza esse abuso?

Há cerca de dois anos, o Ministério Público estadual andou fiscalizando as agências bancárias de Eunápolis para ver a questão do tempo de espera de 15 minutos. O tempo passou e os bancos voltaram a torturar os clientes com filas abusivas, à revelia da lei.

Na agência da Caixa da Avenida Dom Pedro II, por exemplo, a ordem de chegada na fila não está sendo respeitada. Quem chega primeiro pode ser atendido na frente de quem chegou bem depois. A gerência manipula o atendimento criando senhas com critérios próprios e deixando quem chega primeiro esperando na fila. Isso é absurdo e ilegal. 

Caixa é um banco estatal, social, mas que trata o cliente como cidadão de segunda classe. Tá na hora do Ministério Público voltar a defender os usuários de bancos na cidade.  

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777