Menu

SWF file not found. Please check the path.

25 de Abril de 2017
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

Porto Seguro: Semana do Descobrimento segue com atividades culturais e Jogos Indígenas

Neste sábado, 22 de abril, feriado municipal em Porto Seguro, a cidade comemora o Descobrimento do Brasil e segue com uma programação especial com muitas atividades. Até dia 22 muitas manifestações culturais para adultos e crianças serão realizadas. “Também estamos trabalhando aqui com um novo produto turístico porque Porto Seguro é um destino que contempla muitos segmentos, principalmente o histórico e cultural, que precisa e deve ser valorizado”, explicou o secretário de Cultura e Turismo de Porto Seguro, Richard Alves. 

Jogos Indígenas - Na Arena Boca da Barra, na orla norte, continuam as competições dos Jogos Indígenas, reunindo cerca de 800 indígenas da etnia Pataxó em disputas de 12 modalidades, como arco e flecha, zarabatana, corrida de tora, cabo de guerra, natação, canoagem, futebol, entre outros. Também acontecem diversas atividades paralelas de valorização à cultura e a história. Todos os eventos contam com o total apoio da Prefeitura de Porto Seguro, que é a principal incentivadora destas ações.



Pescadores protestam em Porto Seguro e entregam abaixo-assinado à prefeita

Pescadores, marisqueiros e donos de restaurantes de Porto Seguro e microrregião entregaram à prefeita Cláudia Oliveira (PSD), na sexta-feira, 21 de abril, um abaixo-assinado, para ser entregue ao senador Otto Alencar (PSD), pedindo a suspensão da Portaria 445, do Ministério do Meio Ambiente, que proíbe a pesca de mais de 450 espécies marinhas. O grupo fez um protesto pela manhã, com barcos interditando o terminal das balsas que fazem a travessia Porto Seguro-Arraial D’Ajuda.

Porto Seguro: Contrato do bloco Disque 100 não tem irregularidade

Houve erro de digitação, retificado no Diário Oficial, inclusive, explicou a secretária de Assistência Social.

A oposição em Porto Seguro, puxada pelo ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior, está fazendo barulho com o contrato de confecção de 2 mil abadás para o Bloco Disque 100, que saiu no carnaval deste ano, como parte do combate a exploração sexual de crianças e adolescentes. Trata-se de mais um proposital sensacionalismo radiofônico – a exemplo do caso do pula-pula – que não se sustentou a mínima apuração jornalística. A compra da Secretaria de Assistência Social teria sido feita, segundo denúncia de Ubaldino, em uma empresa do ramo funerário. O absurdo da contradição chamou a atenção do Bahia40graus, que apurou o caso.   

Lívia Bittencourt, secretária da pasta, desmentiu a informação e esclareceu que foi um erro de digitação por parte do pessoal da licitação, cujo termo de retificação foi publicado no Diário Oficial dos Municípios. Lívia informou ainda que a empresa vencedora da licitação foi a Dama Itabela Comércio de Confecções Ltda, que é do ramo. A versão de Lívia também foi confirmada pelo vice-prefeito e secretário de Finanças Beto Axé Moi. Erros de digitação acontecem, veja a retificação abaixo informando que saiu errado o objeto do contrato. 

A imagem pode conter: texto

 

 

Justiça decreta prisão de Jorge Pontes (PT), ex-prefeito de Cabrália

Contratação sem licitação de empresa para prestar serviços de Assessoria Jurídica e Previdenciária foi o crime cometido pelo ex-prefeito.

A juíza Nemora de Lima Janssen, condenou nesta segunda-feira, 17 de abril, o ex-prefeito de Santa Cruz Cabrália, Jorge Pontes, a cadeia. A notícia está publicada no site do Ministério Público da Bahia (MP-BA), autor do pedido. Mas a redação está confusa sobre o tempo exato da condenação, pois há duas informações: 5 anos e 3 meses de reclusão e ainda 4 anos e 8 meses de detenção. A decisão cabe recurso.

Jorge Pontes foi acusado de contratar a empresa Meta Gestão Pública Ltda para prestar os serviços de assessoria jurídica e previdenciária sem o devido processo licitatório. Além disso, a empresa contratada não possuía em seu quadro de funcionários profissionais da advocacia, contrariando a lei para contratação de serviços técnicos especializados. Na ação, o promotor de Justiça João Paulo de Carvalho Costa denunciou o ex-prefeito por ter praticado, no ano de 2011, os crimes previstos no art. 89, da Lei nº 8.666 (inexigibilidade de licitação), c/c com o art. 1º, inciso II, do Decreto Lei 201/1967 (utilização indevida de verbas públicas).

 

 

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777