Menu
21 de Janeiro de 2018
REDAÇÃO

REDAÇÃO

Tem alguma reclamação da prefeitura de Eunápolis? procure a Ouvidoria

Está em pleno funcionamento a Ouvidoria Geral do Município de Eunápolis, criada com o propósito de permitir ao cidadão eunapolitano a participação direta e indireta na administração pública, facilitando o relacionamento entre as partes. Ao importante órgão compete o recebimento de reclamações, sugestões, elogios e denúncias quanto à atuação dos serviços da Prefeitura de Eunápolis.

Segundo o ouvidor-geral do município, Devanir Manzoli, em Eunápolis sãos duas formas de contato. “A mais utilizada é por meio do site da prefeitura, onde o cidadão encontra o link direto da Ouvidoria para fazer questionamentos, com prazo de retorno, que será encaminhado ao e-mail do denunciante. A outra forma é se dirigindo à sede da Ouvidoria no prédio do SAM no Centro da cidade, local estratégico para facilitar o acesso da população”, disse o ouvidor.

Ele explica ainda que o trabalho da Ouvidoria vai muito além de receber as denúncias. “Após a ocorrência chegar à ouvidoria, as reclamações são encaminhadas às secretarias responsáveis, e cabe à Ouvidoria apurar a possível solução dos problemas, retornando ao cidadão com a solução para o problema apresentado. A ordem do prefeito Baiôco é que todas as reclamações sejam apuradas e o cidadão seja ouvido com o respeito e atenção que lhe é devido”, explicou Devanir. 

O órgão funciona no Prédio do SAM – Serviço de Atendimento ao Munícipe, na Rua Floriano Peixoto, 265, sala 08, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. Site para contato www.eunapolis.ba.gov.br.

Jânio Natal critica o descaso com as estradas federais na região

O deputado estadual Jânio Natal criticou a falta de compromisso do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em relação à conservação das estradas federais na região extremo sul da Bahia, especialmente a BR 367, no trecho que liga Porto Seguro a Santa Cruz Cabrália. 

“Apesar do intenso tráfego ali registrado, em função do grande movimento turístico na região, há mais de 6 anos a estrada vem se deteriorando gravemente, com novas crateras que surgem todos os anos, colocando em risco as vidas de todos que ali passam e prejudicando o turismo, maior fonte de renda dos dois municípios”, pontua o parlamentar. 

Embora o deputado não tenha citado, na BR 367 ainda existe o problema crônico da erosão provocando o avanço do mar próximo a Praia de Ponta Grande, cujos consertos paliativos feitos pelo DNIT não conseguem resolver a longo prazo, oferecendo risco aos usuários da rodovia.

Jânio também cita a imensa cratera aberta na BR 101, no trecho entre Itamaraju e Itabela, onde milhares de veículos, inclusive caminhões, circulam todos os dias. Os motoristas e moradores da região estão preocupados com a cratera, segundo matéria publicada pela rede Globo. 

“Esta é uma situação que revolta e inquieta a todos, por colocar muitas vidas em risco. Ainda mais quando o governo federal, responsável pela conservação dessas estradas, libera tantos recursos para deputados federais, buscando a aprovação de projetos de seu interesse”, critica Jânio.

Para o parlamentar, o governo federal “não tem recursos para consertar estradas importantes, mas tem dinheiro para comprar votos de deputados descompromissados com as questões públicas! Isto é um verdadeiro absurdo!!”, finalizou.

 

 

Indígenas desconfiam que houve erro médico em 3 mortes no HLEM em Porto Seguro

Reportagem de Taísa Moura, da TV Santa Cruz, mostrou nesta segunda-feira, 15 de janeiro, a revolta da comunidade indígena da região pela morte de três pessoas da etnia no HLEM (Hospital Luís Eduardo Magalhães), cujos diagnósticos são diferentes do atestado de óbito do IML. A comunidade pataxó decidiu levar o caso ao Ministério Público e Ministério da Saúde para que seja feita uma investigação. A direção do hospital ainda não se manifestou publicamente, mas nega qualquer irregularidades nos óbitos. Assista a reportagem:

Participação dos blocos no carnaval antecipado de Cabrália será definida esta semana

A prefeitura de Santa Cruz Cabrália vai realizar de 2 a 4 de fevereiro o tradicional carnaval antecipado, mas a participação dos blocos no circuito da festa ainda será definida, devido ao impasse jurídico que impede a prefeitura de patrocinar entidades privadas. 

O prefeito interino Carlos Lero (PSC) planeja reduzir em torno de 25% o custo do carnaval em relação ao ano passado. O secretário de Turismo, Guto Jones, disse ao Bahia40graus que ainda tenta conseguir apoio da Bahiatursa, órgão de turismo do governo estadual, para contratação de algumas atrações. 

Cabrália também vai manter na data convencional o carnaval cultural, de 11 a 13 de fevereiro, que reúne diversos blocos culturais formados por moradores antigos e personagens do cotidiano da cidade. 

As informações são extraoficiais. Ainda esta semana o governo municipal deverá confirmar datas, atrações e a participação ou não dos blocos.  

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777