Menu
Banner Prefeitura TOPO
26 de Maio de 2018

Projeto de Lei aprovado por vereadores expulsa Prosegur de Eunápolis decretando o fim de 140 empregos

Os vereadores de Eunápolis estão tentando tapar o sol com a peneira ou cobrir a cabeça deixando os pés ao relento. Senão vejamos. Aproveitando-se da repercussão negativa daquele assalto cinematográfico contra a Prosegur, que expôs a precária estrutura das forças de segurança que atuam no município, os edis votaram e aprovaram na semana passada o Projeto de Lei 002/2018, proibindo o funcionamento no perímetro urbano de empresa de transporte e guarda de valores, dando 2 anos para a lei ser plenamente cumprida, caso ela seja sancionada pelo prefeito. E o que isso garante? Nada. Apenas que os 140 empregos da mão-de-obra da Prosegur estão ameaçados e que o município pode deixar de arrecadar o gordo ISS.

Nas cidades em que expulsaram empresas como a Prosegur, os bancos se tornaram os novos alvos das quadrilha especializadas nesse tipo de assalto com explosivos e farta munição. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. O problema não é a empresa de transporte e guarda de valores, mas a segurança pública que precisa ter inteligência capaz de prevenir assaltos como o que ocorreu recentemente em Eunápolis. E quando não conseguir evitar, que ao menos tenha estrutura, efetivo e armamento para enfrentar os criminosos de igual pra igual.

Expulsar investimentos, desempregar pais de famílias, não parece ser uma boa solução para o problema. A Prosegur não vai mudar a sede pro meio do mato e virar alvo fácil dos criminosos. Vai é fechar as portas. Será que os vereadores pensaram nisso antes de votarem? Mas ainda há o entendimento de que o PL seria inconstitucional, depois comentaremos a respeito.

voltar ao topo
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777