Menu
Banner Prefeitura TOPO
20 de Setembro de 2018
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

Pesquisas Ibope e Datafolha apontam polarização entre petistas e antipetistas

As eleições presidenciais estão contaminadas pelo radicalismo. Brasil pode mergulhar mais ainda numa crise preocupante.

 

Quando se pensava que em 2018 o Brasil iria finalmente encontrar uma saída equilibrada na política entre a esquerda e a direita, as eleições de outubro caminham para a radicalização, com o candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL), militar da reserva, liderando há meses as intenções de votos para presidente da República, enquanto o candidato da esquerda, Fernando Haddad (PT), vem galopando e ocupando o 2º lugar, deixando para trás os demais concorrentes. A disputa eleitoral virou uma batalha entre lulistas e anti-lulistas, segundo os cenários apontados pelo Ibope e Datafolha.

 

Lulismo - O lulismo tem como ‘mito’ Luís Inácio Lula da Silva, líder do PT, partido que governou o País de 2003 a 2016, quando o Congresso Nacional cassou a então presidente Dilma. Lula está preso na cidade de Curitiba, condenado a 12 anos e um mês por corrupção, mas os petistas mantém o discurso de que a prisão seria “perseguição política, sem provas e que o impeachment foi golpe”.

 

Anti-lulismo - Capitão da reserva do Exército, Jair Bolsonaro encarna o anti-lulismo e é chamado de “mito” pelos correligionários. Nunca ocupou cargo no Executivo, defende ideias radicais sobre temas polêmicos e sofreu um atentado a faca há pouco tempo no interior do estado de Minas Gerais. Consegue a simpatia do segmento evangélico, de pessoas indignadas com a situação do País, mas também o ódio de setores feministas. Segundo as pesquisas, ele tem a ida ao 2º garantida, mas há quem aponte a possibilidade dele vencer no 1º turno.

 

 

Paixão - Nos grupos de whatsapp e no facebook, simpatizantes dos 2 candidatos se digladiam com troca de provocações, insultos, ofensas e agressões. A paixão ainda move a política em um País com imensa desigualdade social, a população desescolarizada, a extrema pobreza voltando a emergir, 15 milhões de desempregados, grande parte das família endividadas nos bancos que cobram juros criminosos, os serviços públicos precários - educação, saúde, segurança, infraestrutura - e os políticos enlameados em sucessivos escândalos de corrupção.

 

Cobertura das eleições por sites e blogs é livre e vale o que manda a Constituição

Candidatos não têm direito de reclamar isonomia de notícias nem se queixar das críticas, muito menos exigir espaço para suas campanhas. No máximo, podem enviar Nota de Esclarecimento quando citados ou apelar para o Direito de Resposta, caso a publicação se encaixe nesse recurso. Ou ainda  entrar na Justiça criminal em caso de calúnia ou danos morais. O que não se pode é confundir a regra para rádio e TV, concessões públicas submetidas a leis rígidas durante as eleições, como os blogs e sites noticiosos, ainda mais quando eles têm jornalista responsável de verdade. Notícia, opinião de jornalista e cobertura de agenda de candidatos nesses canais são livres de regulação além da imputação dos crimes comuns porventura cometidos e provados. É preciso diferenciar bem a propaganda eleitoral e suas proibições legais, do fato noticioso e da crítica embasada em elementos plausíveis. A liberdade de expressão ainda é algo que vale nesse País, ultimamente sacudido por casuismos.  

 

Liberdade - Para ler as notícias e comentários que o Bahia40graus ou qualquer outro blog e site publica é preciso abrir um navegador e clicar no URL por livre e espontânea vontade. O blog (ou site) é uma página privada na internet, aberta a quem interessar possa. Em caso de blog ou site noticioso o conteúdo - notícias, entrevistas ou opiniões - é determinado pelos interesses editoriais do editor, como acontece com o blog O Antagonista, por exemplo, página alimentada por jornalistas antilulistas e antiesquerdistas declarados. Ou ainda o site Brasil de Fato, portal de notícias que representa o pensamento da esquerda lulista. A cobertura das eleições pelo O Antagonista e pelo Brasil de Fato serve como referência de liberdade de expressão que deve repercutir em todo o País. O resto é censura ou judicialização da livre manifestação do pensamento.

 

Jornalismo - Não há lei ou padrão que determine como se deve fazer jornalismo fora do rádio e da TV. E nem pode ser criada. Em teses, existe a ética pretendida, o respeito ao contraditório e a qualidade do conteúdo. Mas a comunicação no Brasil evoluiu para além do “jornalismo” controlado pelo Estado como acontecia nos regimes autoritários. A velha Lei de Imprensa criada pela ditadura militar de 1964 foi deletada e hoje vigora um ambiente de liberdade de expressão conquistado a duras penas. Se o conteúdo do blog ou site não interessa ao internauta ele não é obrigado a ler, já que acessou e chegou até o conteúdo por que quis, basta sair do URL.  

 

Rádio e TV - Ainda assim, emissoras de rádios e TVs, a esmagadora maioria sob controle de políticos e grupos econômicos e religiosos, burlam a legislação - e raramente são punidas por isso - veiculando em sua programação jornalística e de entretenimento conteúdos favoráveis aos seus interesses editoriais, costumes e desfavoráveis aos concorrentes comerciais ou ideológicos, com pouco interesses na isonomia que deveria caracterizar a programação - basta assistir ao Jornal Nacional para perceber a tendência sulista do noticiário e à ideologia dos editores. Mas é Rede Globo né?

 

Portanto, cobertura das eleições por sites e blogs é livre e vale o que manda a Constituição.

 

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do blog Bahia40graus.

Porto Seguro: La Torre Resort recebe agentes premiados CVC

No último final de semana, 10 agentes da operadora CVC do Rio Grande do Sul (RS), que foram premiados pelo seu desempenho, puderam viver as experiências que o La Torre Resort de Porto Seguro-BA proporciona. Acompanhados pela equipe de reservas, os agentes fizeram um tour e se divertiram no Day Use. “Muito legal, agradecemos ao La Torre, estamos sem palavras”, comentou Victor Santos do apoio do Marketing do Grupo Mario Gaspari, franqueado CVC do Rio Grande do Sul, ”fomos mimados assim, e a galera se divertiu muito”. A equipe encerrou a noite com um encantador jantar no Restaurante À La Carte Terra Mia do resort baiano. “Todos gostaram muito e nos deram bons feedbacks”, informou a agente de Reservas do La Torre Deiriane Rodrigues.

FONTE: ASCOM/LA TORRE

Detran realiza Banca Especial para deficientes físicos em Teixeira de Freitas

O Detran de Teixeira de Freitas realizará nos próximos dias 29 e 30 de setembro, a Banca Especial para deficientes físicos interessados em fazer a Carteira Nacional de Habitação (CNH). Segundo a coordenadora da 24ª Ciretran, Tatiane Ruas, os médicos e peritos virão da capital baiana e o custo não será repassado para os candidatos à CNH.

Ainda segundo a coordenadora, no sábado será realizada a perícia e no domingo a prova prática. O candidatos interessados já podem retirar o laudo no Detran. Para isso, basta apresentar a xerox de identidade, CPF e comprovante de residência.

Renovação - Tatiane alerta ainda aos condutores deficientes físicos com a CNH a vencer nos próximos dias que eles podem aproveitar a vinda da Banca Especial e realizar a renovação, uma vez que para realizar tal serviço os condutores terão que passar por uma nova Banca.

Com informações de Viviane Moreira/blog verdades Políticas

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777