Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Agosto de 2017
GERALDINHO ALVES

GERALDINHO ALVES

Lula começa pré-campanha em Salvador

Há quem diga que Lula já seria cachorro morto para as eleições 2018. Mas não é o que pensam os militantes do PT baiano que foram receber o ex-presidente no aeroporto de Salvador, nesta quinta-feira, 17 de agosto. Na agenda de Lula, o o lançamento da 3ª fase do Memorial da Democracia, onde ele destacou o histórico de lutas dos baianos: "Por que que é importante a gente reconstituir a história? Porque geralmente ela é contada pelos dominadores. E aos poucos vamos entendendo. Foi aqui na Bahia que essa história começou. Do extermínio dos indígenas à escravidão dos africanos", disse Lula.

 

PSDB vira bicho de 7 cabeças

Depois da propaganda do PSDB no rádio e TV exibida nesta quinta (17) a legenda virou um bicho de 7 cabeças. Tendo o tucano como símbolo, o partido está dividido, cheio de caciques, mas com poucos índios. A cabeça da chapa tucana em 2018 é o verdadeiro motivo da confusão.

 

Imbassahy diz que programa do PSDB na TV ofende o partido

A autocrítica feita na TV pelo PSDB, nesta quinta-feira, 17 de agosto, e as críticas ao presidente Temer geraram uma crise no ninho tucano. O programa exibido às 20:30 horas, em cadeia nacional de rádio e TV, durou 10 minutos e atacou o fisiologismo, inclusive o praticado por políticos da própria legenda. O PSDB também levantou a bandeira do parlamentarismo no Brasil. “O presidencialismo de cooptação que vigora no Brasil faliu, tendo gerado crises sucessivas e muita instabilidade política”, diz um locutor, sem citar que ministros do partido negociaram emendas parlamentares em troca de votos de deputados a favor da rejeição da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer. 

Nenhum político aparece no programa, encomendado pelo presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE). A linha foi definida por ele sem consultar a executiva nacional. O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, do PSDB da Bahia, divulgou nota na qual afirma que a peça “ofende fortemente” o partido. Segundo ele, o programa “apresenta colocações rasas, genéricas, e não teve a coragem de apontar os culpados pelos vícios e mazelas que o programa condenou”. “A linha adotada no programa partidário ofende fortemente o PSDB, colocando o partido numa posição extremamente ruim e desconfortável, como se fosse o culpado por todos os problemas, inclusive aqueles criados por governos do PT, dos quais foi oposição”, escreveu o ministro.

 

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777