Menu
Banner Prefeitura TOPO
22 de Setembro de 2018

Eunápolis: Pra que mototaxi de 300 cilindradas?

Qual o objetivo do mototaxi? Oferecer um transporte econômico e relativamente seguro. Uma moto de 300 cilindradas vai na contramão, oferece maior risco no trânsito, com um consumo igual ao de um carro e alto custo de manutenção. Sem falar que exige do piloto muita experiência e habilitação específica.

Mas os vereadores de Eunápolis aprovaram, em 1ª votação, a liberação de motos de 300 cc para uso como mototaxi, depois, viram a bobagem que fizeram e voltaram atrás. A discussão acabou fazendo com que a sessão desta quinta, 23, fosse suspensa por falta de quórum.

Não houve acordo entre os vereadores para aprovação do polêmico Projeto de Lei 011/2015, de autoria do vereador Jota Batista, líder do governo na Câmara, que dá nova redação a dispositivos da lei 746/2010 e dá outras providências correlatas. O projeto também altera a idade da frota de ônibus para transporte escolar. Sem acordo, a sessão ordinária não foi realizada pela manhã. Falta de quórum foi o motivo alegado.

O projeto polêmico foi aprovado em primeira votação, na sessão tumultuada da semana passada (em 23 de abril), mas quando os vereadores mais atentos caíram na real perceberam que uma das mudanças proposta no documento altera o Código Municipal de Trânsito permitindo o uso de motocicletas de 300 cilindradas no transporte de passageiros por meio de mototaxi. 

Segundo Rafael Oliveira, chefe-de-Gabinete do prefeito Neto Guerrieri, a situação já foi contornada. Nenhum vereador consultado pelo Bahia40graus soube responder qual  limite de cilindradas permitido hoje para mototaxi na cidade. Mas aproveitando que a discussão está em pauta, pra que uma moto de 300 cc? Melhor: qual a vantagem usar uma moto acima de 125 cc como mototaxi?

Leia mais ...

Eunápolis: Vereador Jorge Maécio bota mais pimenta na sucessão municipal

A sucessão municipal de Eunápolis está virando um samba do crioulo doido improvisado. Mas é a política. Nesta quinta, 23, a empresária Mariza Carletto entrou no samba, pelas mãos do vereador Jorge Maécio (PP). Se não desafinar, a empresária vai embaralhar ainda mais as cartas desse jogo eleitoral. O vacilo fica por conta de exaltar o PP, partido que não tá bem na fita, com deputados baianos investigados na Operação Lava Jato e o vice-governador João Leão também.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777