Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Novembro de 2017

Home - Bahia 40 Graus

Ônibus da Brasileiro quebra com alunos de Eunápolis na volta de passeio em Arraial D'Ajuda

Os estudantes do colégio Anísio Teixeira, de Eunápolis, viveram transtornos no retorno do passeio ao Eco Parque, em Arraial D’Ajuda, nesta sexta-feira, 17 de novembro. Um dos três ônibus da empresa Brasileiro, locado pelo colégio, quebrou 10 minutos depois de deixar o Eco Parque, causando transtornos para alunos e familiares que esperavam o retorno do passeio.Os alunos eram esperados na escola desde as 18:40 horas. Até a publicação desta informação, a previsão de chegada dos alunos na escola era 20:30 horas. Bahia40graus apura mais informações sobre o incidente.   

Leia mais ...

Secretário de Finanças de Cabrália é o 2º exonerado na gestão de Carlos Lero

Marcos Antônio Rabelo Santana, conhecido como Marcos Marabá, não é mais secretário de Finanças de Santa Cruz Cabrália. Ele foi exonerado nesta sexta-feira, 17 de novembro, pelo prefeito em exercício Carlos Lero, que não foi localizado para esclarecer a decisão. 

A exoneração do secretário de Finanças, ainda não publicada no Diário Oficial do Município, mas confirma por uma fonte próxima ao governo, ocorre durante o afastamento do prefeito Agnelo Júnior, decretado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região e é o 2º secretário a cair. No dia 7 passado, o prefeito em exercício exonerou a ex-secretária de Administração Laureen Lélis.

Leia mais ...

Rui Costa inaugura Policlínica Regional em Teixeira de Freitas

Nesta sexta 17/11 pela manhã, Rui inaugura a primeira policlínica regional do Governo do Estado, em Teixeira de Freitas, no extremo sul:

- Esta será a primeira de um total de seis grandes inaugurações na área da saúde em 36 dias;

- Até o dia 22/12, Rui inaugura mais três policlínicas (Guanambi 24/11, Irecê 21/12 e Jequié 22/12) e dois novos hospitais (Seabra 01/12 e Ilhéus 15/12);

- As seis novas unidades de saúde vão atender 4 milhões de baianos no interior;

- Entregas do Governo garantem a regionalização da saúde, levando atendimento para mais perto dos baianos;

MAIS SOBRE POLICLÍNICAS

- Exames ofertados: ressonância magnética, tomografia, mamografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiografia, ergometria, mapa, holter, eletroencefalograma, eletromiografia, raio-x, eletrocardiograma, endoscopia, colonoscopia, nasolaringoscopia, colposcopia, histeroscopia e cistoscopia;

- Procedimentos disponíveis: vasectomia, cauterização, pequenas cirurgias e cuidados com o pé diabético, além de biopsias de mama, tireoide, próstata, dérmica, gastroenteral, entre outas;

- Até 18 especialidades. Entre elas: angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia;

- Importante: as policlínicas oferecem uma série de especialidades, exames e procedimentos de alta complexidade, mas não atendem urgências e emergências;

- O atendimento nessas unidades é agendado pelas Secretarias da Saúde dos Municípios consorciados da região;

POLICLÍNICA DO EXTREMO SUL

- A policlínica em Teixeira de Freitas teve investimento de 23 milhões de reais;

- As obras e os equipamentos foram custeados com dinheiro do Governo do Estado e o custeio mensal será de 40% para o Estado e os 60% restantes serão divididos entre os municípios que fazem parte do consórcio;

- A população de 13 municípios consorciados será atendida na unidade: Teixeira de Freitas, Itanhém, Medeiros Neto, Vereda, Lajedão, Ibirapuã, Caravelas, Posto da Mata, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Alcobaça, Itamaraju e Jucuruçu;

- Sete micro-ônibus com ar-condicionado estarão disponíveis gratuitamente para o transporte dos pacientes dessa região para irem a Teixeira de Freitas;

- Os equipamentos da nova unidade de saúde são os mais modernos na área da saúde, utilizados pelos principais hospitais e clínicas do país;

- As próximas policlínicas serão construídas em: Valença, Santo Antônio de Jesus, Feira de Santana, Alagoinhas, Simões Filho, Ribeira do Pombal, Brumado, Paulo Afonso, Juazeiro, Barreiras, Jacobina, Senhor do Bonfim, Itabuna, Vitória da Conquista; 

- Em Salvador, serão construídas duas policlínicas.

Leia mais ...

PRB quer Tia Eron no lugar da ministra “escrava” Luislinda

A vaga da ministra do PSDB Luislinda Valois, no Ministério dos Direitos Humanos, está sendo cobiçada pelo PRB, partido controlado pelo prefeito do Rio Marcelo Crivella, da igreja Universal.

 

De acordo com o jornal O Globo, o partido quer a vaga e indicar para o posto outra baiana, a deputada Tia Eron, que pode levar para a pasta a polêmica da religião, já que ela integra a bancada evangélica no Congresso.

Leia mais ...

Agora também advogado, jornalista Miro Pautz está com viagem marcada a Portugal

Conhecido por suas posições polêmicas, principalmente na defesa da família Oliveira, o combativo jornalista e agora também advogado Olmiro Pautz (Miro) está com viagem marcada a Portugal, na próxima semana. Apesar de coincidir com a turbulência da Operação Fraternos, Miro garante que não está fugindo do enfrentamento, e diz que a viagem já estava agendada devido a compromisso profissional da sua nova carreira.

Leia mais ...

Secretário de Finanças de Eunápolis continua no cargo mesmo depois da Operação Fraternos

Alex Hermógenes, secretário de Finanças de Eunápolis, continua exercendo o cargo, mesmo depois de ser preso pela Polícia Federal, na Operação Fraternos, deflagrada no dia 7 de novembro passado. Não há informações do desfecho nem teor das acusações contra o secretário. 

Com a esperada volta de Robério ou mesmo com a permanência de Baiôco como prefeito, a presença de Alex será uma saia justa para o governo municipal. Alex inclusive vai precisar de tempo para se defender das acusações que ele alega ser inocente.

Bahia40graus não conseguiu contato com o secretário de Finanças nem com o prefeito em exercício. 

Leia mais ...

Câmara Municipal de Eunápolis alega falta de base legal no pedido do vereador Arthur Dapé pra cassar Robério

Morreu na praia a tentativa do vereador Arthur Dapé (DEM), filho do ex-prefeito ficha suja Paulo Dapé, de cassar o mandato do prefeito Robério, ainda afastado por decisão liminar do TRF1 (Tribunal Federal Regional da 1ª Região), aguardando julgamento do recurso movido no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O corpo jurídico da Câmara Municipal de Eunápolis negou a tramitação do pedido de investigação e cassação, alegando falta de base legal para ir a votação no plenário, frustrando o jovem edil, que cresceu na sombra dos atos de corrupção praticados pelo seu pai, enquanto prefeito da cidade de 1997 a 2000.

Image may contain: 15 people, crowd and indoor

Na manhã desta quinta-feira, 16 de novembro, o auditório do plenário da Câmara ficou lotado de correligionários dos grupos roberistas e dapezistas, a maioria vestindo camisa azul atendendo apelo das lideranças roberistas. Mas apesar da tensão não houve conflito entre as partes.

 

 

Leia mais ...

Morre no interior o 19º PM assassinado este ano na Bahia

O sargento da Polícia Militar Ailton Nascimento da Silva, conhecido como Careca, de 49 anos, foi o 19º PM assassinado na Bahia este ano. Ele foi morto a tiros no início da manhã desta quarta-feira (15), em Feira de Santana. Este ano, três PMs foram mortos em serviço, 12 quando estavam de folga e mais cinco reserva remunerada. 

A morte de Careca estaria ligada ao homicídio de um empresário dono de imobiliária em Feira, ocorrido em 2014, no qual o sargento foi acusado de envolvimento, mas as investigações não conseguiram provar o envolvimento. O PM estava cumprindo liberdade provisória, aguardando a decisão final da Justiça.

Leia mais ...

Polícia Federal investiga Embasa por crime ambiental: empresa despeja esgoto bruto no mar

No ano passado, um acidente com um ônibus provocou a interrupção de energia na Estação de Tratamento de Água do Lucaia, no bairro Rio Vermelho, em Salvador.

De acordo com reportagem do Correio da Bahia, por conta disso a Embasa teria despejado 756 milhões de litros de esgoto sem tratamento na praia do bairro, criando uma imensa mancha escura no mar.  

Segundo a Polícia Federal (PF), a Embasa vem lançando esgoto sem tratamento – ou bruto, como é o termo técnico – no mar há mais de dois anos. “A gente foi instaurar o inquérito para averiguar o que tinha acontecido naquela época, mas percebemos que o caso era mais grave”, afirmou o delegado Fernando Berbert, responsável pela Operação Águas Limpas, deflagrada nesta terça-feira (14), justamente para investigar se a empresa vem cometendo crime ambiental. 

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão – três em Salvador, na sede da Embasa, e outros dois no Rio de Janeiro e em São Paulo – para localizar documentos relativos à investigação. 

Os mandados, deferidos pela 17ª Vara Federal, foram solicitados depois que a PF requisitou os documentos e a Embasa negou. De acordo com o delegado, só no ano passado, foram dois pedidos negados. 

O quadro em março de 2016 indicava que, devido à falta de energia, o esgoto estava sendo despejado diretamente na praia do Rio Vermelho, sem passar pelo emissário submarino, que tem 2,35 quilômetros de extensão. 

O emissário, que é chamado também de Sistema de Disposição Oceânica (SDO), é quem leva o esgoto – já tratado – para dispersão em águas oceânicas, a 27 metros de profundidade. Antes disso, o esgoto passa justamente pela tal estação de tratamento de água.

Só que, de acordo com a PF, desde outubro de 2015, esse esgoto não é tratado e continua assim. Dessa forma, tudo que tem caído no mar – mesmo que a mais de dois quilômetros de extensão da costa – é exatamente o esgoto doméstico. No caso do emissário do Rio Vermelho, mais especificamente de 60% da cidade. 

"A equipe da perícia mostrou que esse sistema estava inoperante meses antes de isso acontecer”, diz o delegado Berbert. Segundo a perícia da Polícia Federal, a bomba que deveria fazer a elevação do efluente, permitindo o escoamento do esgoto estava inoperante.

Ou seja: com essa bomba sem funcionar, o esgoto não passa pelos processos obrigatórios de tratamento, como o gradeamento, peneiramento e caixa de areia.

Considerando que o emissário bombeia 8,3 mil litros por segundo, de outubro de 2015 para cá, significa dizer que a o órgão de saneamento despejou mais de 330 bilhões de litros de esgoto no oceano. 

Bomba sem funcionar
Ainda segundo o Correio, a tal bomba deveria ter passado por um reparo em 2015, mas, segundo a polícia, a Embasa entrou em disputa judicial com a empresa fornecedora do equipamento para definir de quem é a atribuição do conserto.

Enquanto isso, o esgoto continuou sendo lançado pelo emissário marinho. Na terça-feira, 14 de novembro, mesmo dia em que a operação foi deflagrada, agentes da PF que estiveram na estação teriam encontrado uma equipe da Embasa fazendo a instalação de um novo aparato. 

“A Embasa teve a opção de não poluir. Deveria ter conversado e depois discutia com a empresa quem ia pagar, porque o serviço de esgoto é público e essencial. Era uma coisa de 2015 que a gente esperava que já tivesse sido consertada, mas, pelo jeito, não foi”, explicou o delegado.

Em nota, a Embasa afirma que "o sistema de bombeio de efluente da ECP do Lucaia para o emissário submarino do Rio Vermelho está funcionando", mas as bombas de peneiramento estão operando parcialmente e que isso ocorre porque algumas bombas apresentaram defeito de fabricação.

De acordo com a empresa, eles entraram com uma ação judicial contra a fornecedora, Haztec, e obtiveram uma liminar favorável.

"Com isso [a ação judicial], terá o restabelecimento da operação do conjunto dessas bombas, que fazem parte de uma das etapas de processamento do sistema. É importante esclarecer que a estação do Lucaia, em seu conjunto, continua operando e lançando os efluentes em profundidade oceânica conforme projeto original" diz a nota publicada pelo Correio.

Tratamento
O esgoto que passa pelos emissários submarinos é o que tem o tratamento ‘preliminar’, segundo o professor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Luiz Roberto Santos Moraes, que pesquisa saneamento. Esse tipo remove apenas as partículas sólidas, mas não retira a matéria orgânica. O esgoto sanitário é composto por 99% de líquido e 0,1% de material sólido. 

“Nas fezes, por exemplo, você tem líquido e solido, comparado a todas as outras águas que são usadas na casa da gente. Todas as chamadas ‘águas servidas’ junto com as águas ‘imundas’ formam o esgoto”. Para o professor, é preciso saber exatamente o que aconteceu para identificar o impacto no ambiente marinho. 

Ele explica que todo o sistema precisa estar funcionando de maneira adequada e que isso precisa ser fiscalizado periodicamente por órgãos ambientais. “É preciso avaliar constantemente se esse esgoto não está gerando um impacto negativo na fauna e na flora marinhas. Numa falta de energia elétrica, é preciso ter grupos de geradores para não acontecer nenhuma descontinuidade no funcionamento desse sistema”. 

O delegado federal Fernando Berbert explicou que é possível discutir a responsabilidade da Embasa também na situação de queda de energia, em 2016. “A gente entende que como todo sistema, a empresa tem que trabalhar com uma certa redundância, não pode trabalhar com uma só fonte”. 

Uma nova perícia foi realizada na terça-feira e deve indicar qual foi o prejuízo ambiental causado pelo não tratamento do esgoto nos últimos dois anos. A partir daí, a PF deve decidir sobre a responsabilização dos envolvidos. Tanto a empresa quanto seus diretores podem responder por crime ambiental. 

Fiscalização
A Embasa despeja 10 m³ de lixo no mar por segundo. Para quem não sabe o que a grandeza significa, o número nem parece assustar. Mas quando fazemos uma simples conta de conversão matemática, vemos que o problema é muito maior: são 10.000 litros de lixo despejados por segundo na costa soteropolitana.

“Isso não afeta diretamente as orlas marítimas, porque o emissário é posicionado para que o lixo não chegue na costa. Mas no local em que o lixo é despejado, o impacto é maior. O tratamento primário, que eles deveriam fazer, remove sólidos grosseiros, como areia, absorvente, plásticos, entre outros. Se isso não for feito, vai para o emissário e, consequentemente, para o mar”, explicou o professor do Instituto de Biologia da Ufba, Eduardo Mendes.

O professor explica que a emissão de resíduos sólidos só afetaria a orla caso houvesse uma mudança na direção das correntes, que ocorre uma ou duas vezes no ano, quanto há uma entrada de um vento na direção leste, por exemplo. “É raro. Então não influencia tanto na orla”, disse.

Mendes ainda exemplifica a quantidade de lixo que é jogado no mar: 1 m³ é equivalente a um quadrado de 1 metro de largura e de altura. São 10 quadrados de lixo desta dimensão jogados no mar por segundo. O dia tem 86.400 segundos, o que significa dizer que são 864 milhões de litros de esgoto despejados diariamente através do emissário no mar.

 

Leia mais ...

Até quando o prefeito Carlos Lero vai manter as aparências em Cabrália?

O prefeito em exercício de Santa Cruz Cabrália, Carlos de Jesus Vieira – Carlos Lero, como é conhecido – ainda está cheio de cautela para tomar decisões, uma vez que ele herdou a prefeitura “a serviço” da ex-secretária de Administração, exonerada no último dia 10. 

Apesar das aparências e da aliança eleitoral, Lero e seu fiel escudeiro Jair Sisan, secretário de Cultura e presidente do PSC local, tinham um relacionamento político tenso com o prefeito afastado. 

Mas enquanto não se decide a situação judicial de Agnelo, que recorreu contra seu afastamento nesta terça (14), ao TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), o tempo passa e a população já está cobrando mudanças. 

Nos bastidores há comentários de mudança do perfil do governo, para breve, inclusive com exonerações e pedidos de demissão nos 1º e 2º escalão. Carlos Lero já chamou a tropa de choque do PSC estadual para lhe ajudar e passar um pente-fino nas finanças da prefeitura. E quem procura acha. 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777