Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Agosto de 2017

Temer diz que atuação de Janot extrapola a normal conduta de um membro do Ministério Público e pede suspeição do procurador-geral

O presidente Michel Temer (PMDB) pediu, nesta terça-feira (8) a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. No pedido de impedimento o peemedebista alega, por meio de seu advogado, que ‘já se tornou público e notório que a atuação do procurador-geral da República, em casos envolvendo o presidente da República, vem extrapolando em muito os seus limites constitucionais e legais inerentes ao cargo que ocupa’.

“Não estamos, evidentemente, diante de mera atuação institucional”, diz o advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira, em 23 páginas endereçadas ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato e do caso JBS no Supremo Tribunal Federal. Temer afirmou ao Supremo que Janot tem ‘uma obsessiva conduta persecutória’. Janot denunciou Temer no caso da JBS por corrupção passiva.

“Todas as razões já explanadas demonstram à saciedade que a atuação do sr. procurador extrapola a normal conduta de um membro do Ministério Público. Restou nítido o seu inusitado e incomum interesse na acusação contra o presidente e na sua condenação em eventual ação penal (artigo 145, IV, e 148, I, do Código de Processo Civil)”, diz o pedido de Temer.

 

 

voltar ao topo
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777