Menu
Banner Prefeitura TOPO
20 de Setembro de 2018

REDAÇÃO - Bahia 40 Graus

REDAÇÃO

REDAÇÃO

Mais um ataque a carro-forte da Prosegur na Bahia deixa um vigilante morto e outro ferido

A insegurança nas estradas baianas não para. Um ataque a mais um carro-forte da empresa Prosegur, dessa vez na BR-116 no município de Boa Nova, na região sudoeste, deixou um vigilante da empresa morto e outro ferido na noite de segunda-feira, 17 de setembro. Segundo informações da Polícia Militar, o veículo foi interceptado por criminosos no momento em que passava na rodovia. Os ladrões, como sempre, fugiram depois da ação e são procurados. Ainda não se sabe se o grupo conseguiu levar o dinheiro que estava no carro-forte.

De acordo com o jornal Correio, o corpo do vigilante Aelson Oliveira Santos, de 47 anos, foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista. O outro vigilante foi socorrido na cidade de Poções. A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que ‘o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado está investigando o caso’.

Irmão Lázaro rompe de novo acordo com ACM Neto e pede voto pra Bolsonaro

Rompendo mais uma vez um acordo feito com o prefeito de Salvador ACM Neto, PSC e DEM de não promover atos públicos em defesa de outra candidatura que não a de Geraldo Alckmin (PSDB), o deputado federal Irmão Lázaro (PSC), candidato a senador, assumiu de vez a defesa da candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) a presidente da República. Lázaro gravou video e postou nas redes sociais convidando eleitores para a “grande confraternização em prol da recuperação do nosso amigo-irmão Jair Bolsonaro”, neste domingo (16), às 9h, no Farol da Barra, em Salvador. Também pede que “levem a família e os amigos para nós pedirmos a Deus a restauração deste grande homem que com certeza irá trazer grandes melhorias para nossa Nação”.

 

Não foi a 1ª vez - Segundo o blog Política Livre, Irmão Lázaro também teria descumprido o combinado de garantir o PSC no chapão de candidatos a deputado estadual e federal em troca de sua indicação para senador na chapa majoritária de José Ronaldo (DEM). O PSC acabou criando uma chapinha com o PTB para disputar as vagas na Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados em Brasília, reduzindo o quociente eleitoral do chapão, criando dificuldades para os deputados da base do prefeito ACM Neto.  

 

Apoio a Dr. Renovato cresce silenciosamente no reduto dos Fraternos

Por Mara Magalhães

 

A campanha do candidato a deputado estadual Dr. Renovato (PSL-BA) vem revelando crescente adesão dos mais variados segmentos. Nos bastidores, o candidato recebe constantemente confirmações de apoio, muitas delas em mensagens veladas, ditas ao pé do ouvido: “Não posso escancarar, mas meu voto e da minha família é seu”.

O fenômeno se dá especialmente no eixo Eunápolis-Porto Seguro-Cabrália, onde prevalece o jugo da família “Fraternos”, cujos membros ocupam as respectivas prefeituras. “A lei da mordaça” é ostensiva nessas três cidades.

 

Indiferente à esse fenômeno e às previsões negativas daqueles que acreditam na velha política, Dr. Renovato vai fortalecendo o seu nome, que deve chegar ao fim da campanha consolidado como uma nova liderança regional, livre de vícios, independente e ficha limpa.

 

Redes sociais - De todos os cantos, pelo whatsapp da campanha, chegam mensagens de “Vou votar em você”, “Não te conheço, mas voto em você”, “Meu voto é seu”, “Tô contigo, Dr.”, “conte comigo e com a minha família, Dr.”. O número de seguidores voltou a crescer (a ferramenta de curtidas do Facebook ficou parada mais de uma semana) em ritmo acelerado levando a sua equipe de campanha a acreditar que a página@renovatooficial ainda alcançará um número de K bem próximo da meta prevista. “Mantemos os pés no chão, mas estou otimista. Podemos surpreender com uma campanha atípica, enxuta, sem as ações tradicionais, mas penetrando em diferentes extratos sociais. O famoso voto formiguinha”, diz o Dr. Renovato, bem humorado.

 

“Quanto à “lei da mordaça” – que muitos vêm denunciando –  é bem possível que esteja sendo aplicada em nossa região. Com certeza, em toda a Bahia. Afinal, é uma prática antiga. Nestes tempos bicudos, o emprego é um bem inestimável, um luxo, do qual poucos podem abrir mão. Temos esperança que o Brasil se livre da velha política, escolhendo novos caminhos”, finaliza o candidato.

 

Mara Magalhães é jornalista

Ministério Público, PM e Ibama estão em campo para impedir agressões à Mata Atlântica em Porto Seguro e região

Objetivo é identificar desmatamentos em áreas de Mata Atlântica, punir os responsáveis e cobrar a reparação dos danos.

Participando da Operação “Mata Atlântica de Pé”, o Ministério Público estadual da Bahia está em campo fiscalizando o bioma da Mata Atlântica em Porto Seguro e região desde a segunda-feira (10), em parceria com policiais da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA) e agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Na Bahia, a operação é coordenada pelo promotor de Justiça Fábio Fernandes Corrêa, coordenador do Núcleo Mata Atlântica (Numa), e pela promotora de Justiça Cristina Seixas Graça, coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente e Urbanismo (Ceama). A operação acontece em outros 14 estados do País.  

A MATA - O bioma da Mata Atlântica está presente em 17 estados brasileiros e cobre (em sua extensão original) cerca de 13% do território nacional, onde vivem aproximadamente 140 milhões de pessoas, que dependem das múltiplas funções ambientais da Mata Atlântica. Apesar disso, continuam ocorrendo desmatamentos em toda a sua extensão.

Reparação – A iniciativa busca a proteção e a recuperação do bioma a partir da identificação das áreas degradadas nos últimos anos e dos responsáveis pelas agressões, para cobrar a reparação dos danos e outras medidas compensatórias. Os resultados da operação serão apresentados no início da tarde do dia 13.

 

Os Centros de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente dos MPs de cada estado assumirão as tarefas de sistematizar os resultados das fiscalizações. Na sequência, encaminharão os relatórios, junto com material de apoio, às Promotorias de Justiça das comarcas onde forem identificados dos danos ambientais.

 

Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777