Menu
Banner Prefeitura TOPO
17 de Outubro de 2018

Presos no interior da Bahia 3 estelionatários que fraudavam contratos de celular no plano controle

  • Publicado em Bahia

Ao menos 100 clientes caíram no golpe, segundo as operadoras.

A Polícia Civil desmontou um esquema que fraudava contratos de telefonia móvel (celular), prendendo 3 estelionatários na operação 'Off Line', deflagrada na manhã de quinta-feira (6). Os policiais civis iniciaram as investigações em agosto, após denúncia das operadoras de telefonia.

 

O golpe - Os vendedores Rafael de Souza Nicolau, Maria Elizângela Santos Souza e Daniela Pereira da Silva abriam contratos do Plano Controle sem conhecimento dos clientes, usando documentos autênticos. Em seguida, por um preço menor, eles comercializavam ilegalmente os pacotes que davam direitos a ligações e dados móveis para uso de internet.

 

Além dos mandados de prisões cumpridos contra o trio, durante busca e apreensão, na casa de Rafael, foram localizados documentos, formulários, alguns assinados, entre outros materiais. As empresas de telefonia relataram que pelo menos 100 contas foram abertas através da fraude. Os criminosos foram autuados por estelionato e associação criminosa. Rafael, Elizângela e Daniela, após confessarem os crimes durante depoimentos, seguiram para o Presídio Regional de Feira de Santana.

Leia mais ...

Cuidado com o golpe na hora de vender o carro ou a moto

A Polícia Civil de Eunápolis está alertando sobre um golpe que se tornou frequente na região na comercialização direta de motos e carros. 

O golpe é manjado. O comprador simula o pagamento da compra feita mostrando comprovante de depósito na conta da vítima, feito no caixa eletrônico. Mas usa na verdade envelope vazio ou cheque roubado.

O golpista diz que já depositou o valor e pede que a vítima confirmar em sua conta. Na consulta do saldo ou extrato, o valor aparece na conta como “vinculado” ou “não disponível”, por ter sido feito via envelope ainda não conferido ou cheque, não compensado.

Acreditando estar com o dinheiro em conta, porém, a vítima acompanha o golpista até o Cartório para a assinatura do DUT, autorizando a transferência do veículo.

E o passo final do golpe é a revenda do veículo por valor abaixo do mercado, com sua imediata transferência de propriedade perante o órgão de trânsito para o terceiro, geralmente comprador de boa-fé. Fique atento (a).  

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777