Menu
Banner Prefeitura TOPO
24 de Abril de 2018

Policiais de Eunápolis e região foram premiados por redução do índice de homicídios

A Área Integrada de Segurança Pública (AISP) 35, composta por oito municípios no sul e extremo sul da Bahia - Eunápolis, Itapebi, Belmonte, Itagimirim, Itabela, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália e Guaratinga – apresentou em 2017 redução de 17,5% de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), o maior índice de toda a região em 2017, representando a preservação de 53 vidas, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). 

Por conta do bom trabalho, a AISP 35 ganhou o Prêmio por Desempenho Policial (PDP) – premiação semestral paga pelo Governo do Estado às equipes policiais que conseguiram bater a meta de redução de ao menos 6% no número de crimes violentos letais contra a vida. Comparando o segundo semestre de 2017 ao mesmo período de 2016, a diminuição de mortes violentas foi de 36,1%, passando de 158 casos para 101. 

O comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Eunápolis), major Florisvaldo Ribeiro, esclareceu que para obter esses resultados foram realizadas ações de prevenção e combate ao tráfico de drogas nas zonas rural e urbana. “Inclusive, na 'Operação PETO Rural' intensificamos as rondas nas áreas de maior incidência e conseguimos uma boa resposta”, disse. 

O oficial ainda destacou que as atividades da ‘Ronda Escolar’, nas instituições de educação, auxiliaram no trabalho social, apresentando aos jovens a preocupação da polícia com a tranquilidade deles. “Isso nos ajuda a mostrar que estão seguros onde quer que estejam. Fizemos palestras de conscientização e prevenção, que nos aproximaram ainda mais da comunidade escolar”, ressaltou major Ribeiro. 

A inauguração de uma Base Avançada da Rondesp/Sul, em Eunápolis, ano passado, também contribuiu para que as demandas daquela área também fossem atendidas. Major Florisvaldo Ribeiro contou ainda que as ações conjuntas com a 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior, foram indispensáveis para a elucidação dos homicídios cometidos. 

Já o delegado Moisés Damasceno, titular da 23ª Coorpin (Coordenação da Polícia Civil no Interior), destacou que mais de 80% dos casos de homicídios foram elucidados em Eunápolis no período. “Após as prisões de alvos prioritários, entre eles uma dupla responsável por pelo menos 20 assassinatos, os números de CVLIs despencaram”, disse orgulhoso o delegado, acrescentando que as análises estratégicas com foco na localização dos homicidas foram imprescindíveis para a redução do índice.

 

Leia mais ...

Balas que mataram Marielle vieram do arsenal vendido a Polícia Federal

  • Publicado em Brasil

A Polícia Civil carioca rastreou a origem da munição usada pelos criminosos para assassinar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e seu motorista Anderson Pedro Gomes, na noite de quarta-feira, no Rio de Janeiro. De acordo com informações da TV Globo, as balas disparadas por uma pistola calibre 9mm pertenceram a lotes vendidos para a Polícia Federal (PF) de Brasília em 2006. A partir de agora as polícias Civil e Federal vão iniciar investigação para saber se houve desvio do material e como isso ocorreu.

Segundo a investigação, os lotes de balas foram vendidos à PF pela empresa CBC no dia 29 de dezembro de 2006, com as notas fiscais número 220-821 e 220-822. Na tarde desta quinta-feira, a polícia já sabia que os criminosos fizeram 13 disparos contra o carro da vereadora: nove na lataria e quatro no vidro.

Em nota, a PF diz: “Além da investigação conduzida pela Polícia Civil pelo crime de homicídio, já foi instaurado inquérito no âmbito da Polícia Federal para apurar a origem das munições e as circunstâncias envolvendo as cápsulas encontradas no local do crime.” 

“A Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro e a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro reiteram o seu compromisso de trabalhar em conjunto para a elucidação de todos os fatos envolvendo os homicídios da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes, ocorrido na noite da última quarta-feira, no Rio de Janeiro.” 

A morte de Marielle

A vereadora a foi morta com três tiros na cabeça e um no pescoço quando ia para casa, de carro, com o motorista Anderson Gomes, de 39 anos, assassinado com três tiros pelas costas. Uma assessora que estava ao lado de Marielle sobreviveu e prestou depoimento à polícia.

Até a noite desta quinta-feira, a polícia sabia também que, na altura da Praça da Bandeira, na Rua Joaquim Palhares, um Chevrolet Cobalt prata emparelhou à direita do veículo em que Marielle seguia. Um dos ocupantes disparou contra a parlamentar, atingindo o vidro e parte da porta traseira direita do automóvel. O carro onde estava a vereadora andou mais alguns metros, e os assassinos fugiram. Marielle e Gomes morreram imediatamente. A assessora foi atingida só por estilhaços e prestou depoimento ainda de madrugada, por cinco horas.

Leia mais ...

Polícia localiza em Porto Seguro 5 criminosos suspeitos de participação no assalto a Prosegur em Eunápolis

  • Publicado em Bahia

Cinco criminosos suspeitos de envolvimento no assalto a empresa transportadora de valores Prosegur, na semana passada, na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, foram localizados, na manhã deste domingo, 11 de março, na cidade de Porto Seguro, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Com o grupo a polícia apreendeu um fuzil, uma metralhadora, explosivos, um revólver e munições. 

Ainda segundo a SSP, os cinco estavam escondidos nas localidades Mercado do Povo e Vila Parracho. Guarnições do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Mata Atlântica, do Grupamento Aéreo (Graer) e do 8° Batalhão de Polícia Militar (BPM/Porto Seguro) chegaram no grupo após denúncia anônima. Na ação, três suspeitos morreram durante o confronto e dois conseguiram fugir. 

Leia mais ...

Prefeito de Eunápolis cobra melhorias na segurança pública após madrugada de terror

Lamentando a morte do vigilante de uma empresa de segurança local e o pânico vivido por moradores na madrugada desta terça-feira, 6 de março, o prefeito de Eunápolis, Flávio Baiôco, disse que vai solicitar do governador Rui Costa melhorias urgentes na segurança pública da cidade, Veja os pontos que o prefeito pretende sugerir ao governador: 

1 – Criação e instalação de um Batalhão da Polícia Militar na cidade, a exemplo de Porto Seguro, elevando a 7ª Cia Independente e com isso reforçando o efetivo e equipamentos locais;

2 – Ampliação da base operacional da Caema;

3 – Construção de uma base de segurança, ampliando a presença da PM nos bairros mais populares;

4 – Estudo de viabilidade da instalação de um posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) na estrada da Colônia, criando mais uma área de fiscalização e policiamento permanente no município. 

“Passei essa madrugada acordado monitorando a situação e a assistência às vítimas. Uma cidade como Eunápolis, com 115 mil habitantes, não pode ficar refém do crime organizado e viver cenas de violência sem poder de reação. Temos que dialogar com o governador sobre as providências a ser tomadas”, salientou Baiôco. “Os comandantes das polícias Civil e Militar se esforçam, mas eles precisam ter estrutura para trabalhar e poder enfrentar a criminalidade cada vez mais organizada e bem armada”, concluiu o prefeito.

CLIQUE AQUI PARA VER COMO FOI O ASSALTO Á EMPRESA DE SEGURANÇA

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777