Menu
Banner Prefeitura TOPO
18 de Junho de 2018

Eunápolis: Polícia localiza em menos de 24 horas 2 suspeitos de latrocínio, que morrem em confronto

O latrocínio que resultou na morte do comerciante Mamédio Soares da Silva, de 55 anos, na segunda-feira (21), foi rapidamente desvendado pelas forças de segurança pública de Eunápolis, logo na manhã desta terça-feira, 22 de maio. Em ação conjunta, as polícias Civil e Militar (7ª Cia Independente e Rondesp) conseguiram localizar dois suspeitos do crime, que reagiram e morreram em confronto com os policiais.

GRIMALDO MARTINS - FOTO RADAR64 

Um dos suspeitos foi identificado como Grimaldo Martins, vulgo Guina, de 25 anos, que tinha três mandados de prisão abertos e é apontado como autor de outros roubos no município, inclusive numa fazenda de café na zona rural. O outro indivíduo morto na ação ainda não foi identificado.  

A polícia recuperou no local alguns pertences roubados na residência de Mamédio, como anéis, aparelhos celulares, pares de calçados (tênis e sapatos), notebook, além das duas bolsas que foram utilizadas para colocar o produto do roubo. Inclusive, um anel da esposa da vítima foi encontrado no dedo de Grimaldo. 

Foram encontradas ainda duas armas que estavam em poder dos bandidos, provavelmente as mesmas utilizadas na ação criminosa, entre elas uma pistola ponto40, o mesmo calibre utilizado para matar o empresário. A Polícia Civil continua investigando para identificar outros possíveis envolvidos.

 

Fonte: 23ª COORPIN/Polícia Civil

 

Leia mais ...

Polícia não descarta crime de execução na morte de comerciante maçon em Eunápolis

O rotariano e maçon Mamédio Soares da Silva, de 55 anos, comerciante, foi morto a tiros por supostos assaltantes, na noite desta segunda-feira (21), no bairro Sapucaieira, na zona norte de Eunápolis. Segundo a polícia, bandidos armados invadiram a casa da vítima, na Rua Gutemberg Amazonas, por volta das 19h, mantendo ele e familiares como reféns por cerca de uma hora e meia, revirando o imóvel em busca de dinheiro e armas.

Latrocínio ou execução? Antes de fugir, a quadrilha atirou várias vezes no comerciante. O corpo foi encontrado perto da piscina. Foram recolhidas cápsulas e projéteis de armas de calibres diferentes. Os assassinos levaram apenas uma motocicleta. A polícia também não descarta a possibilidade de crime de execução, já que Mamédio emprestava dinheiro a juros, segundo populares. Mamédio era proprietário de uma oficina mecânica no bairro Gusmão e membro de dois clubes de serviço: Loja Maçônica Obreiros e Rotary Club Eunápolis.

Outra vítima - Na mesma noite, outro assassinato foi registrado. Um homem ainda não identificado foi encontrado morto, por volta das 20h10 na ladeira que liga os bairros Minas Gerais e Alecrim II. Com Radar64 e PM

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777