Menu
Banner Prefeitura TOPO
21 de Agosto de 2018

Dados defasados (de 2016) colocam Eunápolis como cidade mais violenta da Bahia. Não é mais!

A desinformação dominou o noticiário negativo nesta sexta-feira, 15 de junho, colocando Eunápolis como a cidade mais violenta da Bahia e a 2ª mais violenta do Brasil entre 309 mil cidades com mais de 100 mil habitantes.

 

O fato é que o Atlas da Violência 2018, divulgado como ‘realidade’ dos municípios baianos não passa de um documento com números bem defasados, coletados no ano de 2016, elaborado com banco de dados fornecidos pelas secretarias municipais de Saúde que não correspondem à realidade atual da violência na Bahia e principalmente em Eunápolis, nos dois últimos anos.

Imagem relacionada

O delegado Moisés Damasceno (foto), coordenador regional da Polícia Civil na microrregião de Eunápolis, postou nas redes sociais uma Nota esclarecendo que em 2016 Eunápolis registrou 110 homicídios (um a cada três dias), enquanto que em 2017 esse número caiu para 54, mais de 50%. Damasceno destaca que a tendência de queda no número de homicídios continua em 2018.

 

O delegado ressalta ainda na Nota que a redução da criminalidade na cidade resultou na premiação (Prêmio Desempenho Policial) dos profissionais de Segurança Pública da microrregião, recebida do governo estadual.

 

Contestação - Em Nota a SSP-BA (Secretaria de Segurança Pública) contestou os números do Atlas, criticando a metodologia de coleta do banco de dados das secretarias municipais de Saúde, que para o órgão apresenta diversas falhas. A SSP-BA critica ainda o fato de o Atlas não usar dados do Ministério da justiça, fornecidos pelas secretarias de segurança estaduais. “Infelizmente, são aventureiros querendo surfar em uma situação cuja origem está nos problemas sociais e não na ausência das forças de segurança”, conclui a Nota.

 

Leia mais ...

Duas tentativas de homicídio marcam o fim de semana em Eunápolis

Duas tentativas de homicídio marcaram o fim de semana em Eunápolis, de acordo com informações da 7ª Cia Independente da Polícia Militar.

Sexta-feira - 9/6 - Ao investigar denúncia feita por volta das 21 horas de disparos de arma de fogo na Rua Projetada, no bairro Pequi, PMs localizaram a vítima, Juliana Prates, de 28 anos, alvejada quando passava de motocicleta no logradouro. Ela relatou aos policiais que um homem desceu de um Pálio prata e efetuou os disparos. Juliana foi atendida no Hospital Regional com ferimentos no braço e quadril, mas não corre risco de morte.

Outra tentativa - Na mesma noite, por volta das 23:20 horas, a ronda do 1º Pelotão da PM no bairro Pequi recebeu informações de que havia um homem caído na Rua Santa Rita vítima de agressão. Os PMs localizaram  Lionardo Gomes Nascimento, morador do bairro recanto das Árvores (Minas Gerais), que não soube dizer aos policiais a motivação do crime nem quem poderia ser o autor. Uma unidade do SAMU foi chamada ao local e constatou que a vítima foi atingida provavelmente por uma faca nas costas. Após receber os primeiros socorros Lionardo foi conduzido para o Hospital Regional e seu estado de saúde é estável, não correndo risco de morte.

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777