Menu
Banner Prefeitura TOPO
20 de Setembro de 2018

Candidatura de João Alcides recebe apoio de famílias e amigos no extremo sul

  • Publicado em Bahia

A assessoria do candidato João Alcides (Patriota), morador de Eunápolis, informa que ele vem recebendo apoio de dezenas de famílias e amigos nas cidades do extremo sul da Bahia - Teixeira de Freitas, Nova Viçosa, Alcobaça, Posto da Mata e Mucuri, onde reuniões de campanha estão acontecendo por iniciativa desses apoiadores voluntários. Alcides é radialista e candidato a deputado federal pela 3ª vez (2010 - 2014 e agora). A campanha do radialista se concentra em Eunápolis, onde faz dobradinha com o Pedro Vailant, candidato a deputado estadual pelo mesmo partido.  

Leia mais ...

Cobertura das eleições por sites e blogs é livre e vale o que manda a Constituição

Candidatos não têm direito de reclamar isonomia de notícias nem se queixar das críticas, muito menos exigir espaço para suas campanhas. No máximo, podem enviar Nota de Esclarecimento quando citados ou apelar para o Direito de Resposta, caso a publicação se encaixe nesse recurso. Ou ainda  entrar na Justiça criminal em caso de calúnia ou danos morais. O que não se pode é confundir a regra para rádio e TV, concessões públicas submetidas a leis rígidas durante as eleições, como os blogs e sites noticiosos, ainda mais quando eles têm jornalista responsável de verdade. Notícia, opinião de jornalista e cobertura de agenda de candidatos nesses canais são livres de regulação além da imputação dos crimes comuns porventura cometidos e provados. É preciso diferenciar bem a propaganda eleitoral e suas proibições legais, do fato noticioso e da crítica embasada em elementos plausíveis. A liberdade de expressão ainda é algo que vale nesse País, ultimamente sacudido por casuismos.  

 

Liberdade - Para ler as notícias e comentários que o Bahia40graus ou qualquer outro blog e site publica é preciso abrir um navegador e clicar no URL por livre e espontânea vontade. O blog (ou site) é uma página privada na internet, aberta a quem interessar possa. Em caso de blog ou site noticioso o conteúdo - notícias, entrevistas ou opiniões - é determinado pelos interesses editoriais do editor, como acontece com o blog O Antagonista, por exemplo, página alimentada por jornalistas antilulistas e antiesquerdistas declarados. Ou ainda o site Brasil de Fato, portal de notícias que representa o pensamento da esquerda lulista. A cobertura das eleições pelo O Antagonista e pelo Brasil de Fato serve como referência de liberdade de expressão que deve repercutir em todo o País. O resto é censura ou judicialização da livre manifestação do pensamento.

 

Jornalismo - Não há lei ou padrão que determine como se deve fazer jornalismo fora do rádio e da TV. E nem pode ser criada. Em teses, existe a ética pretendida, o respeito ao contraditório e a qualidade do conteúdo. Mas a comunicação no Brasil evoluiu para além do “jornalismo” controlado pelo Estado como acontecia nos regimes autoritários. A velha Lei de Imprensa criada pela ditadura militar de 1964 foi deletada e hoje vigora um ambiente de liberdade de expressão conquistado a duras penas. Se o conteúdo do blog ou site não interessa ao internauta ele não é obrigado a ler, já que acessou e chegou até o conteúdo por que quis, basta sair do URL.  

 

Rádio e TV - Ainda assim, emissoras de rádios e TVs, a esmagadora maioria sob controle de políticos e grupos econômicos e religiosos, burlam a legislação - e raramente são punidas por isso - veiculando em sua programação jornalística e de entretenimento conteúdos favoráveis aos seus interesses editoriais, costumes e desfavoráveis aos concorrentes comerciais ou ideológicos, com pouco interesses na isonomia que deveria caracterizar a programação - basta assistir ao Jornal Nacional para perceber a tendência sulista do noticiário e à ideologia dos editores. Mas é Rede Globo né?

 

Portanto, cobertura das eleições por sites e blogs é livre e vale o que manda a Constituição.

 

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do blog Bahia40graus.

Leia mais ...

Amós Bispo intensifica caminhadas nos bairros populares de Eunápolis

O ex-presidente da Câmara de Vereadores e candidato a deputado estadual Amós Bispo (MDB) começou a semana fazendo caminhadas e corpo-a-corpo nos bairros populares de Eunápolis. Na segunda-feira (17) ele esteve no bairro Alecrim e na terça-feira (18) no Rosa Neto. Nesta quarta, 19 de setembro, segundo a assessoria do candidato, a caminhada será no bairro Minas Gerais.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Sempre acompanhado de lideranças comunitárias, simpatizantes da campanha e moradores, Amós vem se posicionando como alternativa aos candidatos “do chapão da panelinha do governador”. Ele também está pedindo votos para o candidato a deputado federal (reeleição) Lúcio Vieira Lima, que nas eleições de 2014 foi bem votado em Eunápolis, obtendo 6.275 votos. 

 

Ainda segundo a assessoria, a campanha de Amós não está restrita a Eunápolis, tendo articulações e apoio em diversas cidades na região, como em Itagimirim, onde o ex-prefeito Waltinho assumiu o MDB local, além de Itamaraju, Porto Seguro e outros municípios. Amós disputa a eleição com o número 15.789.

 

VEJA FOTOS DA CAMINHADA DE AMÓS NO BAIRRO ROSA NETOA imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, atividades ao ar livreA imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 4 pessoasA imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, sapatos e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

Leia mais ...

Candidatura de Larissa desce a ladeira e perde apoio de 3 vereadores em Teixeira de Freitas

Candidata a deputada estadual pelo PSD no chapão da base aliada do governador Rui Costa (PT), Larissa Santos Oliveira, filha do prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira (PSD) e da prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), perdeu o apoio de 3 importantes lideranças políticas na cidade de Teixeira de Freitas (TN), extremo sul da Bahia, segundo o site de maior audiência da cidade, o Teixeira News.  

Bernardo Cabral fora - Diz o TN que, 45 dias depois de declarar apoio a Larissa, o 1º vice-presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, José Bernardo Gomes Cabral (PSD), o mais votado vereador do município nas últimas eleições, retirou o apoio à candidata.

Mais 2 fora - Ainda segundo o TN, também desistiram de caminhar com a candidata dos “Fraternos” os vereadores Juvenal das Laranjas e Adriano Souza, ambos do Podemos e lideranças reconhecidas em Teixeira.

Fraternos - Robério e Cláudia, pais de Larissa, mais o tio Agnelo Júnior (prefeito de Cabrália e irmão de Cláudia), foram afastados dos cargos em novembro de 2017 pela Operação Fraternos deflagrada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e CGU, para investigar supostos desvios de R$ 200 milhões nas 3 prefeituras em diversos contratos.

Os 3 ficaram 150 dias afastados até retornarem em abril deste ano, após liminar do TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª região), em Brasília, suspendendo o afastamento até o julgamento do mérito. A Polícia Federal ainda está concluindo o inquérito da Fraternos.  

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777