Menu
Banner Prefeitura TOPO
19 de Julho de 2018

Ex-prefeito de Porto Seguro terá que provar na Justiça denúncias contra prefeita Cláudia

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, está entrando na Justiça contra o ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior por calúnia, injúria e difamação, aumentando a lista de processos contra o ex-gestor, informa o escritório de advocacia Pautz Associados. Ubaldino vem de duas derrotas no Judiciário em processos da mesma natureza, movidos pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Evaí Fonseca e por Zeca Santana, ex-dirigente da CDL local.   

Denúncias - Um dos advogados da prefeita nesse caso, Miro Pautz, informou ainda ao Bahia40graus que a ação defende a honra da prefeita contra as denúncias “fake news” feitas contra ela no programa de rádio apresentado pelo ex-gestor, de suposto pagamento por parte a administração municipal ao médico Vinícius Barros, mesmo após a morte do profissional, ocorrida no ano passado. O advogado de Cláudia explica que a prefeita estava afastada no período do fato apontado por Ubaldino, cumprindo medidas cautelares, mas que as denúncias são caluniosas. “Não houve nenhum pagamento por serviços médicos ou salários após a morte do médico”, garante.

Nome estava no cadastro - Miro esclarece mais: “O que houve apenas foi que existe um sistema, chamado CNES, que é o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos em Saúde, que reúne todos os profissionais que trabalham na área da saúde, e esse cadastro permite que os profissionais continuem cadastrados até 90 dias após o término de suas atividades ou encerramento do contrato. Esse mesmo médico continuou cadastrado nesse sistema também pelo HLEM (Hospital Luís Eduardo Magalhães). Porém, não houve pagamento nem de salário e nem de serviços no período”, afirma o advogado. "O que esse ex-prefeito faz não é jornalismo, mas molecagem", concluiu Miro.

 

Bahia40graus entrou em contato com a assessoria do ex-prefeito Ubaldino Pinto para que ele contasse sua versão, mas até a publicação desta postagem não recebeu retorno.

 

 

VEJA A SEGUIR AS DENÚNCIAS FEITAS POR UBALDINO



Leia mais ...

Dalva Sele que denunciou caixa 2 do PT na Bahia é acusada de calúnia

  • Publicado em Bahia

A presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele, vai responder na Justiça acusada de calúnia em ação movida pelo Ministério Público Eleitoral a pedido do governador Rui Costa (PT). Dalva tentou anular o processo mas não conseguiu. 

ENTENDA O CASO

Na campanha eleitoral de 2014, Dalva Sele acusou os petistas Rui Costa, Nelson Pellegrino, Afonso Florence, Walter Pinheiro (à época ainda no partido), entre outros, de se beneficiarem de recursos de sua ONG que teriam sido desviados para caixa 2 de campanha. 

Mas todos acusados negam relação com ela, menos Walter Pinheiro. “É muito estranho o pessoal do PT agora dizer que não me conhece, que nunca viu. Nelson Pellegrino já foi algumas vezes na minha casa, ia ao instituto sempre…”, disparou Dalva. 

Sobre Rui ela afirma: “A ex-mulher dele (Rui Costa) foi ao instituto pegar recursos para a campanha dele. Agora é muito simples dizer que não me conhece. Eu era uma militante ativa”, completou Dalva à época das acusações. 

Os advogados da presidente do Instituto Brasil aguardam o processo contra ela ser publicado no Diário da justiça para tomarem as providências cabíveis.

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS SOBRE O CASO DALVA SELE

 

 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777