Menu
Banner Prefeitura TOPO
20 de Setembro de 2018

Ex-prefeito de Porto Seguro terá que provar na Justiça denúncias contra prefeita Cláudia

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, está entrando na Justiça contra o ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior por calúnia, injúria e difamação, aumentando a lista de processos contra o ex-gestor, informa o escritório de advocacia Pautz Associados. Ubaldino vem de duas derrotas no Judiciário em processos da mesma natureza, movidos pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Evaí Fonseca e por Zeca Santana, ex-dirigente da CDL local.   

Denúncias - Um dos advogados da prefeita nesse caso, Miro Pautz, informou ainda ao Bahia40graus que a ação defende a honra da prefeita contra as denúncias “fake news” feitas contra ela no programa de rádio apresentado pelo ex-gestor, de suposto pagamento por parte a administração municipal ao médico Vinícius Barros, mesmo após a morte do profissional, ocorrida no ano passado. O advogado de Cláudia explica que a prefeita estava afastada no período do fato apontado por Ubaldino, cumprindo medidas cautelares, mas que as denúncias são caluniosas. “Não houve nenhum pagamento por serviços médicos ou salários após a morte do médico”, garante.

Nome estava no cadastro - Miro esclarece mais: “O que houve apenas foi que existe um sistema, chamado CNES, que é o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos em Saúde, que reúne todos os profissionais que trabalham na área da saúde, e esse cadastro permite que os profissionais continuem cadastrados até 90 dias após o término de suas atividades ou encerramento do contrato. Esse mesmo médico continuou cadastrado nesse sistema também pelo HLEM (Hospital Luís Eduardo Magalhães). Porém, não houve pagamento nem de salário e nem de serviços no período”, afirma o advogado. "O que esse ex-prefeito faz não é jornalismo, mas molecagem", concluiu Miro.

 

Bahia40graus entrou em contato com a assessoria do ex-prefeito Ubaldino Pinto para que ele contasse sua versão, mas até a publicação desta postagem não recebeu retorno.

 

 

VEJA A SEGUIR AS DENÚNCIAS FEITAS POR UBALDINO



Leia mais ...

Cirurgias fakes em Guaratinga: PF apura denúncias

Policiais federais cumpriram nesta quinta-feira, 26 de abril, mandados de busca e apreensão na sede da Secretaria de Saúde de Guaratinga, extremo sul da Bahia, e no hospital público da cidade, Joana Moura. A operação “Agentes Nocivos” apura a participação de servidores públicos suspeitos de fazer cirurgias fakes e outros procedimentos médicos fraudulentos na unidade de saúde. Segundo a investigação da PF, os procedimentos médicos não foram realizados de fato, mas foram pagos com recursos do SUS.

Conforme as investigações da PF, as verbas foram repassadas para o custeio da Saúde na prefeitura de Guaratinga e desviados ilicitamente em benefício dos investigados, que não tiveram os nomes divulgados. A quantia em dinheiro supostamente desviada pelos “agentes nocivos” também não foi divulgada pela polícia. Os investigados na operação responderão pelos crimes de organização criminosa e peculato. O nome da operação é uma alusão aos agentes públicos nocivos que causam danos à saúde da população. Com informações da PF, G1 e redes sociais

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777