Menu
Banner Prefeitura TOPO
19 de Julho de 2018

Ex-prefeito de Porto Seguro terá que provar na Justiça denúncias contra prefeita Cláudia

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, está entrando na Justiça contra o ex-prefeito Ubaldino Pinto Júnior por calúnia, injúria e difamação, aumentando a lista de processos contra o ex-gestor, informa o escritório de advocacia Pautz Associados. Ubaldino vem de duas derrotas no Judiciário em processos da mesma natureza, movidos pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Evaí Fonseca e por Zeca Santana, ex-dirigente da CDL local.   

Denúncias - Um dos advogados da prefeita nesse caso, Miro Pautz, informou ainda ao Bahia40graus que a ação defende a honra da prefeita contra as denúncias “fake news” feitas contra ela no programa de rádio apresentado pelo ex-gestor, de suposto pagamento por parte a administração municipal ao médico Vinícius Barros, mesmo após a morte do profissional, ocorrida no ano passado. O advogado de Cláudia explica que a prefeita estava afastada no período do fato apontado por Ubaldino, cumprindo medidas cautelares, mas que as denúncias são caluniosas. “Não houve nenhum pagamento por serviços médicos ou salários após a morte do médico”, garante.

Nome estava no cadastro - Miro esclarece mais: “O que houve apenas foi que existe um sistema, chamado CNES, que é o Cadastro Nacional dos Estabelecimentos em Saúde, que reúne todos os profissionais que trabalham na área da saúde, e esse cadastro permite que os profissionais continuem cadastrados até 90 dias após o término de suas atividades ou encerramento do contrato. Esse mesmo médico continuou cadastrado nesse sistema também pelo HLEM (Hospital Luís Eduardo Magalhães). Porém, não houve pagamento nem de salário e nem de serviços no período”, afirma o advogado. "O que esse ex-prefeito faz não é jornalismo, mas molecagem", concluiu Miro.

 

Bahia40graus entrou em contato com a assessoria do ex-prefeito Ubaldino Pinto para que ele contasse sua versão, mas até a publicação desta postagem não recebeu retorno.

 

 

VEJA A SEGUIR AS DENÚNCIAS FEITAS POR UBALDINO



Leia mais ...

Imprensa brasileira se une para combater fake news nas eleições com apoio do Facebook e Google

Um grupo de 24 veículos de imprensa que atuam no Brasil vai investigar a desinformação online durante as eleições de 2018, combatendo o fake news. Batizado de Comprova, o projeto foi inspirado no CrossCheck, iniciativa semelhante durante a campanha eleitoral presidencial na França, em maio de 2017. 

A iniciativa do projeto é do First Dragt, centro de estudos jornalísticos ligado ao Shorenstein Center da Universidade Harvard. No Brasil, a coalizão está sob coordenação da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e tem apoio do Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo). O Google e o Facebook ajudam no financiamento.

O Comprova entrará no ar no próximo dia 6 de agosto de 2018, a partir dessa data, os jornalistas se referem ao local onde são escritos textos e produzidas as notícias e os 24 veículos passarão a fazer o monitoramento. O objetivo é escrutinar redes sociais e checar se alguns dos posts, vídeos e fotos mais compartilhados são inverídicos, distorcidos ou descontextualizados. Cada informação suspeita terá de ser avaliada por checadores de duas redações diferentes.

Após a checagem, os relatos serão publicados no site Comprova e poderão ser divulgados pelos veículos parceiros, além de serem distribuídos em redes sociais, como Facebook, Youtube e Twitter. 

A iniciativa também terá o cuidado de questionar apenas informações equivocadas que já tenham tido um grande alcance ou que tenham potencial viral. A ideia é que a plataforma não corra risco de ajudar um boato ainda fraco a ganhar fôlego acidentalmente.

 

Leia mais ...

Nova greve dos caminhoneiros nesta segunda? É fake news

Foi anunciada uma nova greve dos caminhoneiros para esta segunda-feira, 25 de junho, “mais intensa e violenta” do que a anterior. Os áudios recomendam a população a “estocar alimentos”. Os donos de supermercados devem adorar isso, mas é tudo fake news! Apesar do governo Temer não ter cumprido 100% o acordo feito com os caminhoneiros nem no preço dos combustíveis, nem na tabela de frete, nenhuma grande associação da categoria - Unicam, Abcam e CNTA - está mobilizada para uma nova greve, até o momento.

Leia mais ...

Fake news viram drogas virtuais que estão viciando as cabeças de vento

O gosto pelo sensacionalismo e a politicagem barata alimentam o sucesso das notícias falsas (fake news) nas redes sociais. Como quase ninguém responde pelos crimes cometidos na internet, a esculhambação é geral. E a mentira viraliza todo dia.

 

Na contramão, o jornalismo tradicional, no entanto, que apura os fatos e ouve o contraditório, continua resistindo quase que romanticamente. Ainda é fonte de consulta de quem quer saber a verdade.

 

O fato é que fake news viraram drogas virtuais, com muitos viciados consumindo e compartilhando as mentiras disseminadas. Mas quando a onda passa, o que fica no final das contas é a pura verdade, a vida como ela é. Os mentirosos e usuários da mentira não teriam oportunidade atuando fora das redes sociais, por incompetência, má formação de caráter ou inclinação marginal mesmo. Buscam a notoriedade negativa e estão ganhando a batalha, por enquanto.

 

Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: Novembro de 2012
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  
  • Tel/Whatsapp: (73) 99814-6777