Menu

SWF file not found. Please check the path.

22 de Janeiro de 2017

Porto Seguro: Médicos do HLEM voltam a atender após 7 dias em greve

A greve no Hospital Luís Eduardo Magalhães (HLEM) chegou ao fim nesta quarta-feira (28), após o pagamento dos salários do mês de novembro que estavam atrasados. Todo o corpo clínico voltou a trabalhar, segundo a direção do hospital, que é administrado por uma empresa terceirizada (IGH) pela Sesab (Secretaria Estadual de Saúde). O HLEM é referência na região ao lado dos hospitais de Eunápolis e Teixeira de Freitas.  

 

 

Leia mais ...

Reforma do terminal das balsas decepciona e recebe críticas

O Ministério Público Federal (MPF-BA) tem um abacaxi nas mãos: a reforma do terminal das balsas, na foz do Rio Buranhém, em Porto Seguro, decepcionou a população. Ficou muito aquém da expectativa. Depois que os tapumes foram retirados, as críticas ganharam as redes sociais e chegou à imprensa. A reforma faz parte de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) criado pelo MPF-BA, que renovaram a concessão para operar a travessia Porto-Arraial sem precisar disputar licitação.

PROJETO ORIGINAL - Em 2015, a prefeitura apresentou em audiência pública um projeto requalificando todo o sistema. Os investimentos seriam de R$ 24 milhões nas novas balsas (por parte dos operadores); R$ 4,5 milhões na reforma dos terminais (investimento da prefeitura com dinheiro da concessão) e mais R$ 6 milhões na aquisição de uma nova balsa. Para atrair os interessados, a prefeitura oferecia incentivos fiscais.

TAC - O projeto foi duramente atacado por políticos da oposição e pela ONG paranaense Observatório Social. Mediando a situação, o MPF-BA criou o TAC renovando a concessão das operadoras das balsas, condicionado à reforma do terminal e melhoria da frota, por sinal, bem defasada, desconfortável e insegura. O pretexto seria economizar o erário municipal. 

Porto Seguro não é qualquer cidade, mas um dos principais destinos turísticos do País, cuja população chega a dobrar no verão. Demanda investimentos em infraestrutura, bem como em mobilidade e modernização urbana. Pelo visto, a questão não seria barrar o projeto original da prefeitura e sim adequá-lo e fiscalizar sua execução. A ONG paranaense ainda se gaba em palestras de ter barrando o projeto da prefeitura, como se fosse um grande feito.

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

Leia mais ...
  • Jornalista Responsável: Carlos Geraldo Alves MTE/BA 4162 - Fundação: janeiro de 2008
  • E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Tel.: (73) 3281-6908 / (73) 99814-6777