O prefeito de Eunápolis está esperando o que mesmo?

Spread the love

Apesar de 5 casos confirmados de coronavírus em Porto Seguro (4) e Prado (1), em Eunápolis as aglomerações de pessoas continuam em bares, restaurantes, igrejas e outros setores como se a cidade não fizesse parte do mundo, do extremo sul da Bahia nem do Brasil.  A cidade é cortada pela BR 101, uma das mais movimentadas do país, com fluxo de pessoas de vários estados onde o coronavírus tem casos notificados.

Especialistas – e os chineses – já testaram e provaram que o isolamento social é a única arma eficaz para conter o coronavírus. Retardar isso é colocar em risco a população.  É preciso agir antes de acontecer o primeiro caso, pra dar tempo de enfrentar. Fica parecendo que a cidade está fora do mapa ou do planeta.

Sem cuidado nenhum

Nas farmácias da cidade os estoques de álcool gel e de máscaras já se esgotaram há 1 semana. Mas o comércio está funcionando quase sem restrições. A CDL ainda não se pronunciou sobre o novo cenário. Transporte coletivo, lotações, mototáxis, tudo funcionando sem restrições e monitoramento.

Risco da comida por quilo, self service

Restaurantes que vendem comida por quilo expõem os alimentos sem qualquer proteção de contaminação pela saliva por parte dos clientes e funcionários. Muitas pessoas conversam enquanto se servem e assim dispersam gotículas de saliva que contaminam os alimentos, além do próprio ambiente.

Açougues dentro de supermercados, nos mercados municipais e nas ruas também precisam seguir normas estabelecidas pela Anvisa (Vigilância Sanitária). 

Mototáxis

Os capacetes coletivos usados pelos usuários do serviço de mototáxi oferecem grande risco de contaminação – não só do coronavírus – ao ser compartilhados.

Braços cruzados

Enquanto isso, o prefeito Robério assiste de braços cruzados o cenário ameaçador. Faz marketing eleitoral quando devia tomar providências técnicas e estruturais para evitar o colapso da Atenção Básica e do Hospital Regional, já que a prometida UPA nunca fica pronta, embora já tenha consumido muito dinheiro.

O prefeito tá esperando o que mesmo?

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus

error: