Enfim, prefeito decreta fechamento do comércio em Eunápolis para prevenir o coronavírus

Decreto ainda é frouxo e permite funcionamento de lojas de conveniências, padarias, feiras livres e pet shops, além de outros como supermercados, postos de combustíveis, considerados essenciais, seguindo orientação do governo federal. Cidade teve seu primeiro caso suspeito, teste deu negativo.

Com data retroativa de sexta-feira (20/03), o prefeito de Eunápolis divulgou na tarde deste sábado, 21 de março, finalmente, um novo decreto adotando medidas preventivas mais abrangentes, embora ainda frouxas, para o enfrentamento ao coronavírus no município.

O novo decreto determina a suspensão do funcionamento, pelo prazo de 15 dias corridos, a partir deste domingo (22/3), do comércio em geral; 

1 – casas noturnas; 

2 – academias; 

3 – cinemas;

4 – circos; 

5 – restaurantes, bares e lanchonetes (sendo permitido os serviços de entrega – delivery); 

6 – cultos, missas e celebrações religiosas.

Poderão permanecer em funcionamento, respeitando as normas de higiene e determinações de combate ao coronavírus (sobretudo acúmulo de pessoas) os hipermercados, supermercados, mercearias e padarias; farmácias, drogarias e laboratórios; postos de combustíveis; lojas de conveniência; revenda de gás e água mineral; revenda de equipamentos hospitalares; feiras livres, açougues e peixarias; lavanderias; clínicas veterinárias e lojas de ração e medicamentos para animais.

Primeiro caso suspeito

O primeiro caso suspeito de coronavírus em Eunápolis testou negativo, segundo a Secretaria de Saúde do município. Trata-se de uma mulher de 47 anos, que voltou de viagem ao exterior com sintomas de gripe. A prefeitura não informou se foi realizada a contraprova, apenas disse que a mulher ficará de quarentena.

error: