O que teria causado os 2 óbitos por Covid no hospital de campanha de Teixeira de Freitas?

Spread the love

O hospital de campanha de Teixeira de Freitas continua com problemas de falta de transparência, pelo visto parece que o objetivo é esconder algo da população. 

1 – O estado atrasou a entrega, depois entregou às pressas faltando equipamentos;

2 – Ainda não explicou quem e por quanto comprou os respiradores;

3 – Três dias depois da “inauguração” o hospital de campanha continuava vazio, como mostrou denúncia do repórter Edvaldo Alves, da TV e site Liberdade News;

4 – Sob pressão da opinião pública, a prefeitura transferiu os pacientes graves do Hospital Municipal para os leitos de UTI do hospital de campanha, instalado no estacionamento;

5 – Na madrugada desta quinta, 18 de junho, 2 deles foram à óbito, uma jovem de 18 anos e uma mulher de 69 anos.

Justificativa

O advogado Herbert, titular da pasta de saúde na cidade, emitiu nota afirmando que os óbitos foram em razão da piora do quadro clínico, descartando os rumores de que teria faltado energia e o gerador não foi acionado automaticamente.

Mais tarde, o diretor médico do hospital municipal, dr. Evandro Novaes Jr, também em nota, confirmou a versão oficial, descartando o problema com o gerador.

Nenhuma das duas notas detalham o quadro clínico dos pacientes, nem sobre falta de equipamentos e insumos.

A Suzano/Veracel disse que investiu R$ 1,3 milhão em equipamentos e insumos. Cadê? Boa pergunta.

error: