Porto Seguro tem outro toque de recolher e continua sem novas UTIs

Spread the love

Nesta segunda (27/7) seria a nova data prometida pelo governo Rui Costa (PT) para instalar as novas UTIs, só que não. Segundo fontes extraoficiais, a Sesab enviou respiradores para ambulâncias, como aconteceu em Teixeira de Freitas. 

O hospital particular Neurocor, onde as novas UTIs serão instaladas, ainda depende de dinheiro de empresários da cidade, empréstimos bancários e equipamentos emprestados para que as UTIs sejam instaladas.

Ressalte-se: o Neurocor é um hospital PARTICULAR. O dever de garantir saúde à população e UTIs é do Estado. 

O uso político eleitoral intrínseco e inevitável de atores locais e do governo Rui Costa ajuda e atrapalha. 

Intensivistas

Outro problema ainda mais grave: 10 leitos de UTI exigem equipe médica qualificada, com médicos intensivistas experientes em intubação de pacientes, anestesistas de plantão e enfermeiros, cuja oferta no país está escassa e o custo é muito alto.    

22 óbitos

Ainda nesta segunda, a prefeitura de Porto Seguro divulgou novo boletim com os números da pandemia na cidade. São 22 óbitos. Os laboratórios particulares praticamente são impedidos de fazer testes rápidos, portanto, o número de casos de Covid na cidade – 1.445 – está bem abaixo da realidade.

O colapso na saúde se mantém há mais de um mês, com todos os leitos de UTI disponíveis no hospital do Estado, Luís Eduardo Magalhães (HLEM), ocupados.  

Lockdown

Um novo toque de recolher também foi decretado nesta segunda pela prefeita Cláudia Oliveira (PSD). O horário das restrições de circulação de pessoas e veículos será das 20 horas às 5 horas do dia seguinte, até o dia 2 de agosto. 

Sem turistas

Programado para voltar no último dia 15, o turismo (80% da economia local) segue impossibilitado de retomar as atividades. 

As novas UTIs são condição para as operadoras voltarem a vender pacotes e passagens. 

Sem turistas o comércio não vende – nem lojistas nem ambulantes, muito menos restaurantes e outros.

Porto Seguro precisa reagir!

Por Geraldinho Alves, jornalista e editor do Bahia40graus. Texto autoral, livre para compartilhar o link nas redes sociais. Não reproduza parte ou inteiro teor sem autorização do autor.   

error: