Porto Seguro não terá Réveillon e voos diretos só voltam ao normal em outubro

Spread the love

O 3º maior destino turístico do país começa a reabrir hotéis, restaurantes e barracas de praia, com 50% da capacidade, apesar do colapso na saúde e falta de leitos de UTI.

Segundo matéria no portal da revista Veja, nesta segunda-feira, 10 de agosto, a prefeita Cláudia Oliveira (PSD) disse que a agência de turismo CVC já teria vendido 40 mil pacotes de viagem tendo Porto Seguro como destino para o final do ano, mas que a festa oficial do Réveillon não vai acontecer, devido a pandemia do coronavírus. 

Quase 2 mil casos e 32 óbitos

Porto Seguro registrava até a segunda-feira, quase 2 mil casos de Covid e 32 óbitos, após mais de 120 dias de polêmicas sobre o tratamento da doença, pressão social e protestos pela reabertura do comércio e 2 meses de toque de recolher à noite.

“Contando Porto Seguro e Eunápolis, cidade vizinha, há 30 leitos de UTI disponíveis, sendo que 22 estavam ocupados até o fim da semana passada”, diz a matéria da Veja. 

A oferta de UTI deve aumentar essa semana com a abertura de mais 10 leitos no hospital particular Neurocor, que está fazendo convênio com o governo estadual para atender exclusivamente casos de Covid pelo SUS. 

50% da capacidade

Para receber os turistas nessa retomada, hotéis, restaurantes e barracas de praia têm que se adequar, O município criou um selo para comprovar que os protocolos de saúde foram implantados. Todos os estabelecimentos podem funcionar nesse primeiro momento com apenas 50% da capacidade de hóspedes e clientes. Eventos e shows ainda estão proibidos.

Retomada gradual

De acordo com Hélio Lima, diretor do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Extremo Sul da Bahia, atualmente, há apenas 15 hotéis em funcionamento em Porto Seguro (1,5% da capacidade). Ele disse à Veja que “não compensa reabrir” com poucos hóspedes. A rede hoteleira local tem 48 mil leitos. 

Aviação

Os voos diretos para Porto Seguro, que foram reduzidos pelas companhias aéreas no período de pandemia, devem voltar à normalidade apenas em outubro. A maioria dos hotéis, restaurantes e barracas de praia deve retomar as atividades somente em setembro. 

error: