Soldado do Exército fraudou ao menos 13 contas para desviar dinheiro do auxílio emergencial na Bahia

Spread the love

A Polícia Federal deflagrou nova operação para combater fraudes no auxílio emergencial na manhã desta quarta-feira, 18 de novembro, na Bahia. A Operação Primeira Parcela, que foi iniciada 10 dias atrás em Simões Filho, com a participação também do Ministério Público Federal (MPF), Ministério da Cidadania (MCid), Caixa Econômica Federal (CEF), Receita Federal (RF), Controladoria-Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União (CGU).

Um soldado do Exército é alvo de mandado de busca e apreensão na operação. De acordo com a PF, o investigado utilizou indevidamente os dados das vítimas para realizar o cadastro do auxílio e em seguida transferir o dinheiro para sua conta. Foi apurado que o militar cadastrou ao menos 13 contas, resultando em um desvio de mais de 10 mil reais, com expectativa de que o valor seja maior.

O soldado vai responder, inicialmente, pelo crime de furto qualificado mediante fraude, passível de até 8 anos de reclusão.

error: