Policiais recusam proposta de Bolsonaro para a Previdência

Sem consenso com representantes de policiais federais, caiu o acordo para aliviar regras de aposentadoria para a categoria, policiais rodoviários e policiais legislativos.

Segundo a Folha de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) chegou a atuar para favorecer militares na reforma da Previdência e líderes da Câmara chegaram a fechar um possível um acerto nesse sentido, mas a categoria continuou insatisfeita, o que derrubou as negociações.

Assim, a nova versão da proposta não suaviza regras para policiais federais, policiais rodoviários federais nem policiais legislativos.

Presidente da ADPF (Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal), Edvandir Paiva, disse à Folha que a proposta feita pelo governo “não resolve o nosso problema”.

Policiais continuam pressionando por regras de transição mais suaves para quem já está na ativa.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participou das tratativas que visavam buscar uma solução para a questão levantada por Bolsonaro sobre os policiais. No início da noite desta quarta-feira (3/7), Maia anunciou que o acordo não foi concretizado.

Fonte: Bahia.ba