Justiça Federal começa a leiloar bens dos envolvidos na Operação Gênesis em Porto Seguro

Será no dia 8 de agosto, a partir das 9 horas, na vara da Justiça Federal em Eunápolis, na Avenida ACM, no bairro Dinah Borges, às 9 horas, o 1º e o 2º leilões judiciais dos bens apreendidos na Operação Gênesis, deflagrada em 2017 pela Polícia Federal para combater fraudes no contrato do transporte escolar em Porto Seguro.

No desfecho da operação, 12 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF), entre elas a prefeita Cláudia Oliveira, o vice Humberto Nascimento (Beto Axé Moi) e o marido secretário municipal à época, Robério (hoje prefeito de Eunápolis) por organização criminosa, fraude à licitação entre outros crimes.

Segundo a PF e o MPF apuraram, foram desviados R$ 16 milhões do contrato do transporte escolar, com a prática de superfaturamento de 115%, subcontratando motoristas por menos da metade do valor pago à empresa pela prefeitura.   

Ainda segundo o MPF, o valor desviado foi de, no mínimo, R$ 16 milhões provenientes do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, com complementação da União e do Pnate – Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar, desde 2013.

A lista de bens disponíveis para leilão inclui carros de luxo e 1 jet sky, mas nenhum imóvel. O valor total calculado pela justiça chega a R$ 866.335,00.