Começam os protestos contra Zona Azul em Porto Seguro 

Estacionamento rotativo cobra R$ 4,00 por hora das 8 até meia-noite, inclusive aos domingos.

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Porto Seguro, nesta quinta-feira, 7 de outubro, foi marcada pelo protesto de comerciantes e moradores revoltados com a implantação da Zona Azul na cidade, das 8 horas até meia-noite, de domingo a domingo, em diversos pontos no centro.

Os vereadores aprovaram a Zona Azul em agosto do ano passado, implantada por Decreto da prefeita Cláudia Oliveira (PSD). A previsão de arrecadação é de até R$ 200 mil por mês. Mas com a reação contrária de comerciantes e da opinião pública em geral nas redes sociais, agora muitos vereadores tentam tirar o braço da seringa.

O petista Élio Brasil teve a cara de pau de botar a culpa nas entidades que representam o comércio afirmando que elas teriam ficado omissas. Já Evaí Fonseca quer formar uma comissão de entidades ligadas ao comércio para negociar com a prefeita, isso depois do leite derramado. Os vereadores Kempes Neville (Bolinha) e Dilmo Santiago usaram o argumento de que não sabiam das consequências do que aprovaram. Dá para acreditar neles?

VIDEO DA RÁDIO PORTO BRASIL 88FM

Porto Seguro: Comerciantes reclamam da queda do movimento após a implantação da Zona Azul.De acordo com informações obtidas pela nossa reportagem haverá protestos nesta quinta-feira em frente a Câmara Municipal de Vereadores.Reportagem completa no Programa Porto Brasil Notícias.Imagens: Aelson Souza Cardoso

Publicado por Porto Brasil em Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

 

Com informações e fotos do Jornal do Sol e redes sociais.