Hospital Regional de Eunápolis continua superlotado e sem estrutura. Vergonha!

Nesta quarta-feira, 6 de novembro de 2019, um dia após o município de Eunápolis comemorar a sua fundação como ainda povoado, o Hospital Regional amanhece superlotado e sem estrutura para atender a demanda de forma eficiente.

São casos e mais casos de descasos. Suspeita de erros médicos, salários de servidores atrasados (até de médicos), atendimento com vereadores furando fila para favorecer correligionários e muita desumanidade com a população que precisa do SUS. 

Faltam médicos de carne e osso; faltam medicamentos; equipamentos essenciais estão sempre quebrados; unidade não tem controle administrativo dos procedimentos. As instalações não oferecem conforto e dignidade aos pacientes. Chega a ser deprimente. 

O prefeito Robério está em seu 3º mandato, a saúde municipal já teve 10 secretários (as) nomeados por ele em 12 anos. Só este ano, o Regional teve 3 diretores – Sandra Bretilu, Nathiely e agora Jairo Jr, que já foi diretor da unidade no 2º mandato de Robério, mas não resistiu a uma auditoria externa abafada pela gestão.

Ainda assim, sem fazer o dever de casa na saúde, Robério quer o 4º mandato, mesmo acumulando dezenas de processos na Justiça. Mesmo sendo investigado por corrupção e improbidade administrativa. Já foi, inclusive, condenado em alguns dos processos, como o do abastecimento do trio elétrico de sua empresa com dinheiro da saúde.

Eunápolis não vê a hora de virar essa página da história.