Os gatos ainda estão miando no La Torre em Porto Seguro

Ganhou projeção nacional na imprensa e redes sociais a crueldade praticada com 3 gatinhos recém-nascidos, capturados dentro do famoso resort de luxo La Torre, na Praia de Mutá, em Porto Seguro, de propriedade do ítalo-brasileiro Luigi Rotunno.  O colunista do jornal O Globo Ancelmo Góis comentou “A maldade no La Torre”.

Os bichos foram jogados na lixeira do hotel (foto abaixo), dentro de um saco plástico amarrado, para ser esmagados ainda vivos pela prensa mecânica do caminhão da limpeza pública.

Uma vizinha do La Torre flagrou a crueldade, por acaso, fez um video e postou na internet. Foi o suficiente para revoltar os internautas na cidade e região. A polícia foi acionada e a fiscalização ambiental do município também. O caso está sob investigação.

A moradora que salvou os gatinhos cuida de gatos de rua por hábito e levou os 3 animais, mais a mãe deles para sua casa, onde dezenas de gatos já moram. Ela levou a TV Santa Cruz até sua casa para mostrar as instalações. Por sinal, CCZ e Vigilância Sanitária precisam ver as condições desse lugar, aparentemente limpo, arejado e bem cuidado. 

O La Torre está instalado dentro de uma Área de Proteção Ambiental (APA) do que sobrou da mata atlântica na região. Daí ser comum a presença de animais no hotel. 

A polícia precisa ouvir os funcionários para saber qual o procedimento do hotel quando há presença de gatos de rua nas instalações. 

O dono do La Torre disse à TV que a empresa costuma chamar o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para os capturar animais que transitam por lá. É fácil de confirmar ou não essa informação vendo o histórico de ocorrências do CCZ.