Eunapolitana que perdeu os trigêmeos também morre em Salvador

A jovem Dilma, moradora do bairro Juca Rosa, em Eunápolis, mãe dos trigêmeos que faleceram no parto, há pouco mais de 15 dias, em Salvador, morreu na madrugada de domingo (17/11), também na capital baiana, onde estava internada desde o fatídico parto.

Relembre o caso

Em reportagem de Aline Werneck, o Bahia40graus trouxe o caso dos trigêmeos (clique para ler), revelando que Dilma, mesmo com gravidez de trigêmeos de alto risco, foi mandada a Salvador de ônibus pela Secretaria Municipal de Saúde, viajando cerca de 12 horas num veículo que tem apenas um só banheiro compartilhado com todos os passageiros, homens e mulheres.

A viagem foi providenciada pela falta de UTI neonatal na cidade. Mas embora o município tenha sua parcela de culpa no descaso com a paciente, parte da conta dessa tragédia deve ser cobrada ao Estado que é responsável pela implantação e regulação de UTI neonatal nos municípios.

A família e amigos de Dilma estão muito sentidos com as perdas. 

Enquanto isso, no mesmo dia do falecimento da mãe dos trigêmeos, o prefeito Robério anunciou no mesmo dia o Pedrão 2020 com atrações milionárias. A saúde pública que espere.