Presidente, ex-presidente e candidata à Presidência do TJ-BA são afastados

4 desembargadores e 2 juízes foram afastados por suspeita de venda de sentenças e outros delitos.

A operação da Polícia Federal no TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia), na manhã desta terça (19/11), afastou por ordem do STJ (Superior Tribunal de Justiça) o presidente da Corte, desembargador Gesivaldo Brito; a ex-presidente Maria do Socorro; a candidata à Presidência (a eleição será nesta quarta, dia 20), Maria da Graça Osório Pimentel e ainda a desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolelli. Mais 2 juízes também foram afastados.

Segundo a PF, a operação apura a venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores do Tribunal de Justiça, além de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico influência. 

Mais de 200 Policiais Federais, acompanhados de Procuradores da República, cumprem mandados de prisão temporária e 40 mandados de busca e apreensão em gabinetes, fóruns, escritórios de advocacia, empresas e nas residências dos investigados, nas cidades de Salvador, Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, além de Brasília.

Com informações da Polícia Federal/site oficial

o