Com ajuda da oposição deputados aprovam reforma da Previdência após muita confusão

Spread the love

Na primeira votação o placar foi 44×7. Na segunda, 45×7. Tropa de choque da PM foi chamada para conter manifestantes. 

Com votação relâmpago sem a presença de jornalistas e sindicalistas, os deputados baianos aprovaram, na calada da noite dessa sexta-feira, 31 de janeiro, a polêmica reforma da Previdência dos servidores estaduais (PEC 159), após  muita confusão. 

Oposição ajudou

A bancada da oposição aceitou fazer acordo com os governistas, dispensando formalidades, dispositivo do regimento interno da Assembleia que permite votações sem trâmites como discurso de parlamentares, facilitando a votação. 

PSOL

Para o deputado Hilton Coelho (PSOL), único a se inscrever para defender seu voto contrário, “se toda a oposição se inscrevesse para falar, extrapolaria o prazo da meia noite, e isso foi permitido por causa de um acordo com a oposição”. Na segunda votação só Hilton falou contra a PEC 159, tentando obstrução. “Se pelo menos 4 deputados fizessem sua fala, excederia o prazo da meia noite, e a PEC não seria votada hoje. Mas infelizmente, parte da oposição votou a favor do governo”, disse o deputado do PSOL.

Ovos e confusão

Durante a sessão, os parlamentares foram atacados no plenário da Casa com ovos jogados por manifestantes contrários à reforma. 

Por conta da confusão instalada, a tropa de choque da Polícia Militar foi chamada para conter os manifestantes. A sessão chegou a ficar suspensa por quase 2 horas. O local de votação teve que ser transferido para a Sala de Comissões, onde até a presença da imprensa foi proibida.

Na confusão, grupos de policiais civis e militares chegaram a entrar em confronto. Um policial chegou a puxar uma arma dentro do plenário.

Perdas na Polícia Civil

A PEC 159 retira o direito de pensão integral de 100% para familiares de policial civil morto, o que não acontece com policiais militares que tiveram o direito mantido. Segundo um dos sindicatos da categoria, a reforma também reduz o salário do policial civil em fim de carreira.  

INFORMAÇÕES DO CORREIO E BAHIA.BA / FOTO: RAUL AGUILAR / AG ATARDE

error: