Fenômeno de impunidade

Com dezenas de processos tramitando na Justiça estadual e federal, investigado em duas operações da Polícia Federal e com uma condenação em 2ª instância ameaçando sua carreira política, Robério de Oliveira não tá nem aí. Continua dizendo que é vítima e perseguido. O esquema de compadrio comandado pelo prefeito de Eunápolis chega a ser fenomenal. Todo o Judiciário baiano e de Brasília já conhece a peça, seus intermediários de sempre e as broncas que ele responde por organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, desvio no Orçamento etc etc e tal. Você pensa que ele liga? Parece que não, A confiança na impunidade é tamanha que ele continua a comandar com mão ligeira a capitania hereditária dos Oliveira, também conhecida como prefeituras de Eunápolis, Porto Seguro e Cabrália.